Zé Inácio aponta Bolsonaro como culpado pelos milhões de brasileiros que passam fome

Zé Inácio aponta Bolsonaro como culpado pelos milhões de brasileiros que passam fome

19 milhões de brasileiros em situação de insegurança alimentar. O número expressivo impressiona e revolta, já  que o Brasil é considerado um grande produtor de alimentos. E choca ainda mais pelo descaso do governo federal, que parece não se sensibilizar com a triste realidade.

A fome no Brasil foi assunto de pronunciamento do deputado estadual, Zé Inácio (PT), na tribuna da Assembleia Legislativa, na quarta (20). O parlamentar chamou atenção aos números e disparou que a culpa por esse cenário degradante é do presidente Jair Bolsonaro.

Na avaliação do deputado, o aumento da pobreza no Brasil se dá pela falta de um política econômica eficaz. “O Governo Federal não tem garantido desenvolvimento econômico com inclusão social, nem uma política econômica que possa gerar emprego, visto os 14 milhões de desempregados. É fundamental erradicar a pobreza, garantir a produção de alimentos e principalmente, colocar alimentos na mesa dos brasileiros”, frisou.

Zé Inácio lembrou que sem emprego, há volta da carestia, da inflação e a falta de condições das pessoas para comprar alimento. A acusou Bolsonaro de fazer política econômica para gringo ver. “É preciso que haja uma rápida mudança nessa política econômica, que não prestigia o trabalhador, o povo brasileiro, e tem servido, simplesmente, para fazer uma política que agrada o capital especulativo, o capital internacional”, sentenciou.

O resultado desse descaso do Governo Federal pode ser visto nas ruas de grande cidades do país, a exemplo do Rio de Janeiro, quando no último mês, moradores recorreram aos restos de osso e carnes rejeitadas por supermercados, para tentar matar a fome. A grave situação atinge as maiores cidades, como São Paulo, Paraná e Mato Grosso, citou o deputado. “Tudo fruto do desgoverno do presidente Jair Bolsonaro. A pobreza está generalizada no Brasil”, disparou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.