Pinheiro: Luciano Genésio também é investigado no TCU por irregularidades na aplicação de recursos da educação

Pinheiro: Luciano Genésio também é investigado no TCU por irregularidades na aplicação de recursos da educação

Prefeito afastado foi chamado a se defender em tomadas de contas que apuram gastos irregulares da verba federal.

TCU descobre irregularidades de Luciano Genésio na aplicação de recursos da educação em Pinheiro

Sem prazo para o fim do afastamento da Prefeitura de Pinheiro, após uma decisão da Justiça, com base em irregularidades apontadas pela Operação Irmandade, deflagrada pela Polícia Federal no dia 12 deste mês, o prefeito Luciano Genésio (PP) começa a enfrentar uma verdadeira via-crúcis por irregularidades apontadas também pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

De acordo com relatório obtido com exclusividade pelo blog da Dalvana Mendes, Luciano chegou a responder por possível uso irregular do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), antigo Fundef. Segundo as ações, as verbas que deveriam ter ido para a educação básica acabaram destinados a escritórios de advocacia, para pagamentos de honorários.

O prefeito pinheirense que segue afastado, bem como outros gestores maranhenses, são alvos de tomadas de contas na Corte, que concluiu em outubro do ano passado uma mega auditoria sobre o pagamento de honorários advocatícios com recursos do Fundeb.

DAS ESCOLAS PARA OS ESCRITÓRIOS: Verbas do Fundeb [antigo Fundef] em Pinheiro bancou quase tudo, menos investimentos em educação

No amor e nos negócios

Os processos, que foram abertos no fim de 2020, começaram a receber defesas de prefeito. O caso envolvendo Genésio é relacionado ao período de 2017 a 2018, coincidentemente, ano eleitoral em que a deputada Thaiza Hortegal foi eleita com a apoio do prefeito, com quem era casada.

O que causa curiosidade tanto nas irregularidades da aplicação do Fundeb apontadas pelo TCU como também na suspeita da PF colocando o gestor como integrante da organização criminosa que praticava fraudes licitatórias para desviar recursos públicos são os negócios que o prefeito mantém com sua ex.

As investigações apontam que verbas teriam bancado um verdadeiro luxo, que vai de jatinhos passando por casas em Barreirinhas à mansões na capital maranhense. Além disso, segundo documentos aos quais tivemos acesso, o casal de políticos mantinha uma espécie de parceria tanto “no amor como nos negócios”, mas esse é um assunto para nossa próxima matéria.

One thought on “Pinheiro: Luciano Genésio também é investigado no TCU por irregularidades na aplicação de recursos da educação

  1. Um absurdo essa falta de respeito, enquanto isso nem o rateio que é do professor por lei, não recebemos. Esse País é uma vergonha, esses gestores namorem compromisso com o povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.