Cidades

Prefeito do povo! Eudes Barros distribuiu quase 5 toneladas de peixes e milhares de cestas básicas na Raposa

Prefeito do povo! Eudes Barros distribuiu quase 5 toneladas de peixes e milhares de cestas básicas na Raposa

Entendendo a importância das famílias celebrarem a Semana Santa com comida na mesa, a Prefeitura de Raposa iniciou desde o último sábado (09), a entrega de peixes, cestas verdes e cestas básicas em alusão à celebração religiosa.
E tudo começou ainda no sábado (9), quando a prefeitura, em parceria com o deputado estadual Yglésio Moyses, realizou o Sabadão Solidário, ação em colaboração, também, com o Instituto Transformar e Ocileia Fernandes. Somente nesse dia, foram entregues 200 cestas básicas e 2.600 kg de peixe, que beneficiaram diretamente 1000 famílias nos bairros Vila Maresia, Jussara, Vila Nova e Sol Nascente.
Já na manhã de terça-feira (12), a Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), e a Secretaria Municipal de Agricultura (SEMAGRI), iniciaram a distribuição de cestas básicas e cestas verdes para a população do município. No total, foram 2 mil cestas básicas e 400 cestas verdes, entregues até a manhã de quarta-feira (13).
As cestas básicas foram distribuídas para moradores da comunidade Tapiré, no Garrancho; do Campo Saldanha da Gama, Vila Laci, Vila Paraíba, Piçarreira, Bela Vista (região da Maresia), Porto do Braga e Baiúca.

Todas as ações em comemoração à Páscoa, que é momento de solidariedade com o próximo, tiveram como objetivo prestar assistência para quem mais precisa. Com base nisso, na tarde de quarta (13), a Prefeitura de Raposa deu continuidade ao momento, por meio da Secretaria Municipal de Pesca.  Foram entregues duas toneladas de peixe no campo da Vila Talita e no Recanto dos Poetas, atendendo os moradores das regiões Vila Talita, Vila Boa Esperança, Residencial Oliveira, Vila São João, Farol, Araçagy e Recanto dos Poetas. 500 kg foram doados pelo ex-secretário de Saúde do Estado, Carlos Lula.

Foram distribuídos um total de 4.600 quilos de peixe, sendo atendidas cerca de duas mil famílias, 2.200 cestas básicas e 400 com cestas verdes, com um total de aproximadamente 4.600 famílias beneficiadas diretamente pelas entregas.

Para o prefeito Eudes Barros é uma satisfação cumprir com mais um ano de entregas dos peixes e cestas em Raposa: “Essa é uma forma de garantir que a mesa das famílias raposenses esteja farta em um momento tão especial quando celebramos a Páscoa. Meu desejo é que todos estejam unidos e celebrando em paz, comunhão e com muita alegria”.

O gestor municipal também agradeceu o apoio das Secretarias de Pesca, Assistência Social e Agricultura por cuidar de cada detalhe: “Notei durante esses dias de entregas que tudo foi feito com amor e dedicação em fazer o bem, em levar o bem. Parabéns aos nossos secretários municipais por toda a logística para atender essas famílias”, finalizou.

Parecer do MP sobre piso dos professores desmoraliza movimento político liderado por vereador em Bacabeira

Parecer do MP sobre piso dos professores desmoraliza movimento político liderado por vereador em Bacabeira

De acordo com documento assinado pelo promotor Eduardo Borges Oliveira, municípios que pagarem igual ou superior aos valores estabelecidos, não têm a obrigação de reajustar, podendo fazê-lo se não forem incidir em irresponsabilidade fiscal

Um parecer assinado pelo promotor Eduardo Borges Oliveira, que é Coordenador do Centro de Apoio de Defesa do Direito à Educação do Ministério Público do Estado do Maranhão, esclarece polêmicas envolvendo o reajuste do piso salarial dos professores da rede pública e desmoraliza o movimento político liderado por vereador Vilmar Rocha (União Brasil), que faz oposição à administração municipal em Bacabeira, conforme veremos mais à frente.

Segundo a reportagem apurou, a lei que criou o piso do magistério (n.º 11.738/2008) vincula, no artigo 5.º, o reajuste para os professores ao aumento do valor anual mínimo por aluno dos anos iniciais do ensino fundamental do Fundeb. Esta regra tem sido aplicada desde 2009. Para 2022, o reajuste está calculado em 33,2% e deve ser pago pelos governos estaduais e municipais, aos quais os professores estão vinculados.

No entanto, considerando a relevância da temática, o seu grande impacto social, bem como a crescente demanda administrativa e judicial atualmente vivenciada, o órgão emitiu um documento de subsídio técnico-jurídico, com pleno respeito ao princípio da independência funcional, acerca do reajuste e de seus desdobramentos, fixando os seguintes pontos:

De acordo com o Ministério Público, o reajuste do piso salarial deve ser compreendido em dois momentos distintos: o primeiro referente ao movimento do Governo Federal (já consolidado) de reajustar em 33,24% o valor nominal do Piso anterior, o que gerou a cifra de RS 3.845,63 (três mil, oitocentos e quarenta e cinco reais e sessenta e três centavos); e o segundo relacionado ao olhar de cada Município, que deverá encontrar a distância existente do piso que atualmente paga para o valor de RS 3.845,63 (três mil, oitocentos e quarenta e cinco reais e sessenta e três centavos) em percentual.

“Não se está à frente de um aumento de salários, mas, sim, de um reajuste de piso salarial. O olhar é específico para a base e não para o conjunto remuneratório. O efeito de aumento geral ocorrerá de acordo com o regramento referente ao plano de cargos e carreiras de cada municipalidade “, destaca trecho do documento.

BAIXAR O DOCUMENTO NA ÍNTEGRA

versão final DOCUMENTO DE SUBSÍDIO TÉCNICO – JURÍDICO 001 – 2022 – piso nacional magistério

O promotor esclarece ainda que os 33,24% refere-se ao reajuste nominal já operado pelo MEC e cabe a cada município realizar o cálculo para verificar o quanto deve reajustar em percentual o seu piso. Ou seja, segundo ele, não é 33,24% para todos os municípios.

Assim, conforme explicou o representante do Parquet, existem duas situações possíveis: a primeira dos municípios que pagam menos que o valor de RS 3.845,63 (três mil, oitocentos e quarenta e cinco reais e sessenta e três centavos), que devem reajustar obrigatoriamente até o seu piso; e a segunda no caso das cidades que pagam igual ou superior ao valor reajustado pelo MEC, sendo que tais localidades não têm a obrigação do reajuste, podendo reajustar se julgarem possível, dentro da responsabilidade fiscal.

Bacabeira paga acima do piso

O parecer do Ministério Público vai de encontro ao oficio nº 038/2022 protocolado pelo Sindicato Intermunicipal dos Servidores Públicos Municipais de Rosário-MA, Bacabeira-MA e Presidente Juscelino-MA (Sismurb), na prefeitura bacabeirense contestando o reajuste de 14% proposto pela prefeita Fernanda Gonçalo (PMN) num projeto de lei enviado à Câmara.

Conforme documento assinado pela vice-presidente em exercício, Leandro Auly de Almeida, durante uma suposta Assembleia realizada na tarde do dia 23/03/2022, não houve aceitação da proposta de 14% ao reajuste do piso do Magistério de Bacabeira/MA para o exercício 2022.

“Nesse sentido, caso a Câmara Municipal de Vereadores dê prosseguimento ao Projeto de Lei que delibera o referido reajuste, conforme protocolo realizado pelo Poder Executivo, a categoria tomará as devidas providências. Sem mais ao momento, reiteramos votos de elevada estima e consideração”, informou.

Acontece que o piso salarial dos professores na rede municipal continua bem acima do piso nacional. Conforme contracheque obtido pela reportagem, a comparação não deixa dúvidas: R$ 4.188,82 no município bacabeirense; e R$ 3.845,63 no Brasil.

Apesar dos valores já incluírem o reajuste de 33,24% anunciado pelo governo federal no mês passado para o piso nacional, a prefeita Fernanda Gonçalo (PMN) enviou para a Câmara Municipal, um projeto de lei para conceder um aumento de 14% nos vencimentos dos educadores.

Ou seja, com a soma do piso e as demais vantagens e benefícios, os professores classe 3, recebem salário bruto de R$ 8.475, 37, mas com descontos chega a R$ 5.553,41 reais. Isso tudo sem o reajuste de 14% proposto pela administração.

Para os professores classe 1, a diferença também é grande. No município bacabeirense, com a soma do piso e as demais vantagens e benefícios, o salário bruto é de R$ 7.238,42, mas com descontos chega a R$ 5.272,08 reais.

O que diz a lei?

Pela lei, os Estados e municípios que pagam menos que o piso nacional vão ter que reajustar os valores até chegar à quantia definida pelo governo federal. Era o caso de Rosário, por exemplo, cujo salário no valor de R$ 1.800, estava abaixo do piso. Para ajustar à média nacional, a cidade rosariense teve que se adequar aos 33,24% anunciado pelo governo federal.

Já os municípios que pagam acima do piso nacional, incluindo o reajuste, não têm a obrigação legal de reajustar. É o caso de Santa Rita que paga R$ 4.000, deu um reajuste de 15%, mas os professores não aceitaram, entraram em greve e a justiça acabou decretando a ilegalidade da paralisação exatamente pelo fato do município está enquadrado na norma exigida pela legislação federal.

Assim como ocorre na cidade santa-ritense, alguns sindicatos estão exigindo que as prefeituras e estados concedam o reajuste de 33,24% no salários dos professores, como concedeu o Governo Federal. No entanto, como já explicamos, a obrigatoriedade dos gestores públicos municipais e estaduais é o pagamento do piso salarial, que passou a ser de R$ 3.840,00.

No caso específico de Bacabeira, administrado pela prefeita Fernanda Gonçalo, a prefeitura em 2021, quando o piso era de R$ 2.800,00, já pagava aos professores mais de R$ 3.000. Ou seja, a obrigatoriedade da gestão bacabeirense é de conceder um reajuste que alcance o novo piso, mas não o de reajustar o vencimento em 33,24%.

Politização afeta professores

O problema, entretanto, é que o movimento sindical que conta com viés político e apoio do vereador Vilmar Rocha (União Brasil), pode acabar deixando os professores da rede municipal sem o reajuste.

Por causa da politização no município, o sindicato ignora o fato de Bacabeira constar na lista dos municípios que já pagam o piso. Ou seja, como paga igual ou superior aos valores estabelecidos, para 40 (quarenta) horas e 20 (vinte) horas semanais, respectivamente, o município bacabeirense não tem a obrigação de reajustar, podendo fazê-lo se não forem incidir em irresponsabilidade fiscal. Mesmo desobrigado, a prefeita resolver propor um reajuste de 14%, mas por questões políticas, a proposta corre risco de ser rejeitada por culpa de Vilmar.

Uma ação natimorta

De acordo com a Constituição Federal, o Ministério Público (MP) é uma instituição essencial à função jurisdicional do Estado. Ou seja, é de sua responsabilidade, em conjunto com o juiz, buscar a defesa da ordem jurídica e zelar pelo cumprimento dos direitos constitucionais e da Justiça.

Por essa razão, antes de dar sua sentença, o juiz dá ciência ao MP de todo teor do processo. Deste modo, se o projeto for aprovado pela Câmara, a “tomada das devidas providências” por parte do Sismurb para contestar a proposta judicialmente, pode ter um parecer pela improcedência da ação já que o entendimento do Parquet é de que o reajuste de 33,24% não é para todos os municípios e desobriga as cidades que já pagam o piso de reajustar.

O litigo político, além de ser desnecessário, também prejudica os educadores bacabeirenses que poderiam receber este mês uma diferença de 14% no salário, repito, que já está ajustado ao piso nacional.

“Estaremos de mãos dadas pelo bem do Maranhão”, diz Othelino Neto sobre apoio a Brandão

“Estaremos de mãos dadas pelo bem do Maranhão”, diz Othelino Neto sobre apoio a Brandão

Troca de gentileza de Othelino a Brandão confirma aliança entre os dois

O presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), afirmou na noite desta segunda-feira (15) que estará de mãos dadas com o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), pelo bem do Maranhão. A declaração ocorreu no ato de comemoração dos 100 anos do PCdoB realizado na noite desta terça-feira (15) no Rio Poty Hotel, em São Luís.

Em seu discurso, Othelino desejou sucesso ao vice-governador e reafirmou o seu compromisso em colocar a Assembleia Legislativa do Maranhão como “instrumento para que ele tenha todas as condições de governabilidade”.

“Em nenhum momento a Assembleia será empecilho para o seu governo. Pelo contrário, estaremos de mãos dadas pelo bem do Maranhão porque o nosso Estado merece essa harmonia e essa relação respeitosa entre os poderes”, disse.

Permanência no PCdoB

Durante o ato, Brandão que é pré-candidato a governador – que terá o apoio dos comunistas – acabou revelando uma possível mudança de rumos na política local.

De acordo com o tucano, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto, não vai mais sair do PCdoB – ele já havia anunciado que se filiaria ao PDT.

Homem negro é torturado no Mateus Supermercado

Homem negro é torturado no Mateus Supermercado

A Polícia Civil do Maranhão prendeu nessa segunda-feira, 27, quatro funcionários do Mateus Supermercados suspeitos de manter um homem negro sob ameaças, tortura psicológica e cárcere privado por quatro horas no almoxarifado de uma loja do grupo no município de Santa Inês. As informações são do portal de notícias Uol.

Foram presos os fiscais de prevenção de perdas do supermercado Lucas Rocha e Levi Araújo, o vigilante Willamy Antonio e o subgerente do supermercado, Wellington Rodrigues.

A vítima, de 35 anos, havia comprado dois quilos de frango, às 8h dessa segunda-feira, e saía com a sacola com o produto e a nota fiscal, depois de pagar pelos itens no caixa. As imagens da câmera de segurança do supermercado flagram a abordagem de um segurança no momento em que o homem deixava o supermercado.

Ele foi conduzido por uma escada até o setor de gerência do supermercado. Lá, foi fotografado e levado ao almoxarifado, nos fundos da loja. Segundo o relato prestado na delegacia da cidade, ele foi algemado e amarrado com um pedaço de fio metálico a uma barra de ferro por ao menos quatro horas. Nesse período, ele foi ameaçado por seguranças, inclusive com arma de fogo, para que confessasse um suposto furto.

“Os funcionários, em vez de realizarem o procedimento legal de acionamento da Polícia Militar ou da Polícia Civil, para que ele fosse conduzido e autuado pelo crime de furto, o que eles fizeram foi amarrá-lo, praticar tortura psicológica e ainda tortura física, porque ele foi mantido amarrado em uma barra de ferro, em pé, por quatro horas”, disse o delegado Allan Santos, de Santa Inês.

Segundo o delegado, pelas imagens, é possível ver que a vítima carregava duas sacolas, uma delas com o frango e outra com itens diversos -não é possível constatar, no entanto, que esses objetos tenham sido furtados do supermercado ou se já estavam com o homem.

“Na versão oficial dele [a vítima], ele informa que não praticou nenhum tipo de furto. Ele diz que se dirigiu ao açougue, pediu dois quilos de frango, saiu e pagou os frangos. Há até a nota fiscal que foi fornecida por um dos presos, e estava no bolso dele. Mas, pelas imagens, dá para ver que ele realmente estava tentando sair com um carrinho que tinha duas sacolas, uma na parte de cima e outra na parte de baixo. Com essas sacolas, ele foi convidado a subir algumas escadas e, ao abrir uma das sacolas, tinha outros gêneros alimentícios”, afirmou o delegado.

Somente por volta das 14h, a vítima foi solta pelos funcionários levando apenas o frango. Ela foi para casa e, em seguida, registrou um boletim de ocorrência. Policiais civis foram até o supermercado e levaram os envolvidos à delegacia.

“Chegamos ao supermercado e encontramos as pessoas que ele [a vítima] apontou como autores dos crimes. Havia mesmo um almoxarifado, que era usado para depósito de eletrônicos. Também encontramos, na sala de monitoramento de vídeo, a algema utilizada, e, no local onde ele apontou, encontramos o fio elétrico cortado utilizado para amarrar a algema na estrutura metálica onde ele ficou”, completou.

Segundo a polícia, diante dos elementos encontrados e do pouco tempo entre a denúncia e o horário do fato, houve a caracterização de flagrante e os funcionários foram autuados por tortura e cárcere privado, e depois encaminhados à Unidade Prisional de Ressocialização de Santa Inês.

Em relação ao suposto crime de furto direcionado à vítima, a polícia diz que ainda precisa de investigação. “Mesmo que tivéssemos a informação que ele praticou efetivamente o furto, não poderíamos dar a voz de prisão porque não havia mais a situação de flagrante devido o lapso de tempo entre o suposto fato e a denúncia.”

O Grupo Mateus afirmou que houve um grande furto de alimentos no supermercado e que o cliente foi mantido preso até que familiares chegassem para pagar os produtos a mais.

“Relatamos que a equipe de segurança interna abortou um caso de furto de inúmeras mercadorias. Foi concedido ao autor um prazo para que a sua família efetuasse o pagamento das mercadorias, evitando assim o registro formal da ocorrência. Sem o comparecimento de familiares, o autor foi embora, tendo a empresa recuperado os mais de 30 produtos furtados. Em represália à apreensão, o mesmo registrou boletim de ocorrência, deturpando os fatos e levando informações distorcidas ao delegado de plantão que apurou preliminarmente o caso. Continuaremos à disposição das autoridades para esclarecer o ocorrido”, diz a nota da empresa.

Em relação à justificativa do Grupo Mateus, a polícia afirmou que não há prerrogativa legal para manter uma pessoa presa até que possa pagar por produtos furtados e que o correto seria a empresa chamar a polícia para conduzir o suspeito à delegacia.

Ainda ontem, o juiz de plantão decidiu conceder a liberdade provisória dos funcionários do Mateus por não terem antecedentes criminais.

Morre aos 70 anos, o ex-secretário Canindé Barros

Morre aos 70 anos, o ex-secretário Canindé Barros

Morreu na manhã deste domingo (26), aos 70 anos, o ex-secretário municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) de São Luís, Canindé Barros. Ele estava internado há mais de três meses em um hospital particular da capital e morreu de insuficiência renal.

Canindé Barros era engenheiro civil e foi responsável por várias melhorias em sinalizações de ruas e avenidas de São Luís. Ele esteve no comando da Secretaria de Trânsito e Transportes desde a gestão de Tadeu Palácio, passando por Castelo e Edivaldo Holanda Júnior. Ele era formado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual do Maranhão, Pós Graduado em Gestão de Trânsito e Transportes pela Faculdade de Ciências Econômicas de Apucarana, no Paraná.

Canindé Barros era casado e deixa quatro filhos. O velório acontece na Pax União situada no Centro da capital e o enterro está previsto para às 16h deste domingo no Cemitério Parque da Saudade, no bairro Vinhais, em São Luís.

Repercussão

Por meio de uma rede social, o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, emitiu uma nota manifestando profundo pesar e tristeza pela morte de Canindé Barrros. Canindé foi secretário na gestão do Edvaldo de 2015 a 2020.

Por meio de nota, a Prefeitura de São Luís lamentou a morte do ex-secretário da SMTT e se solidarizou com familiares e amigos de Canindé Barros.

Leia a íntegra da nota:

“A Prefeitura de São Luís, com pesar, lamenta o falecimento do engenheiro civil Canindé Barros, ocorrido na manhã deste domingo (26).Canindé exerceu o cargo de secretário municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), onde deixou serviços prestados ao Município. Neste momento, a Prefeitura de São Luís se solidariza com familiares e amigos de Canindé. Que Deus possa confortar a todos”.

Calvet Filho entrega sementes e kit’s de Irrigação para Agricultores Familiares e Associações de Rosário

Calvet Filho entrega sementes e kit’s de Irrigação para Agricultores Familiares e Associações de Rosário

Na manhã dessa terça-feira (07), a Prefeitura Municipal de Rosário, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (SEAGRI), realizou a entrega de sementes de variedades feijão e milho para agricultores familiares de Rosário. Na oportunidade também foram entregues kits de irrigação beneficiando associações.

O evento ocorreu na sede da SEAGRI, no Complexo Ferroviário e faz parte do conjunto de ações de apoio que estão contribuindo para alavancar o setor e fortalecer a economia na zona rural.

Participaram do ato de doação, o prefeito Calvet Filho, acompanhado da primeira-dama Estela Calvet; o secretário municipal Agricultura, Pesca e Abastecimento, Valter Costa; os vereadores Kiko e professor Léo; além de produtores de vários povoados.

Por causa da variante ômicron, Weverton e Josimar cancelam eventos em São Luís

Por causa da variante ômicron, Weverton e Josimar cancelam eventos em São Luís

 Por causa da variante ômicron, dois eventos de pré-candidatos ao Governo do Maranhão que estava marcados para os próximos dias em São Luís foram cancelados pelos seus idealizadores.

No sábado, o senador Weverton Rocha (PDT) promoveria mais uma edição do “Maranhão Mais Feliz”; já o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), realizaria encontro com aliados no dia 18.

Ambos justificaram os cancelamentos por conta da descoberta da circulação da variante ômicron da Covid-19 no Brasil.

Comando Geral da PM emite nota de pesar em razão da morte do Coronel Ventura

Comando Geral da PM emite nota de pesar em razão da morte do Coronel Ventura

É com pesar, que a Polícia Militar do Maranhão informa o falecimento do coronel da reserva remunerada, Guilherme Batista Ventura, ex-comandante geral da Corporação. O oficial faleceu na tarde desta quinta-feira (25), na cidade de Imperatriz (MA).

O coronel Ventura foi comandante geral da PMMA, no período de março 1991 a junho de 1992. O oficial era oriundo do Exército e deixa relevantes legados na história da PM.

Durante sua carreira se destacou por ter sido um profissional dedicado, sempre compromissado com a ordem pública e segurança da sociedade maranhense. Desempenhou com responsabilidade e senso de profissionalismo as funções a ele atribuídas, durante o exercício policial militar.

Neste momento de tristeza e vazio deixado por nosso irmão de farda, o comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, em nome dos oficiais, praças e funcionários civis da corporação, se solidariza com amigos e familiares.

“Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé” (2 Timóteo 4:7)

Ao discursar para cadeiras vazias em Timon, Weverton mostra que “Maranhão Mais Feliz” está cada vez mais infeliz

Ao discursar para cadeiras vazias em Timon, Weverton mostra que “Maranhão Mais Feliz” está cada vez mais infeliz

Weverton Rocha faz discurso para cadeiras vazias em Timon

Desde janeiro de 2019, o senador Weverton Rocha (PDT)  vem apregoando pelos quatro cantos do estado que é líder de intenção de votos na disputa majoritária pelo Palácio dos Leões. Isso tudo na teoria.

No entanto, na prática, a realidade é bem diferente. Desde que lançou o movimento “Maranhão Mais Feliz”, o pedetista vem tendo a ‘infelicidade’ de ser rejeitado em eventos realizados em cidades comandadas por aliados.

Depois do pífio encontro de Pinheiro e do fracasso no município de Peritoró, a bola da vez foi em Timon.

Sem prestígio político com o eleitorado maranhense, a pré-candidatura de Weverton seguirá para as urnas levando todas as condições para obter um resultado negativo. Os indicativos de que o presidente do PDT no Maranhão constrói um projeto político/eleitoral frágil e sem consistência foram exibidos mais uma vez na noite deste sábado (20), na cidade timoense.

Na plateia, cadeiras vazias “ouvem” o mesmo discurso de sempre, aquele que promete a volta de ações em setores estratégicos e relembra as “glórias” dos tempos do velho Jackson na antiguidade política e administrativa do Maranhão.

O pedetista iniciou seu movimento de pré-campanha em Imperatriz, dando sequência nas cidades de São Bernardo do Maranhão, Presidente Dutra, Pinheiro, Peritoró e Timon. Em todos, projetou concluir o ciclo, com o apoio declarado a sua pré-candidatura de 80 prefeitos, mas nunca reuniu nem mesmo 12.

Inicialmente, a ‘Princesa da Baixada’ foi programada para fechar os encontros regionais, mas diante do revés de público e da rejeição de prefeitos e lideranças da região, resolveu fazer o evento em Peritoró e agora em Timon, que saiu pior do que a encomenda, comprovadamente pelas imagens e falta de informação de adesões.

E assim caminha o “Maranhão Mais Feliz” de Weverton, cada vez com cara de infeliz.

“Belle Friday” com ofertas imperdíveis é no Centro de Estética Belle Journée

“Belle Friday” com ofertas imperdíveis é no Centro de Estética Belle Journée

Reservar um tempo para cuidar do corpo é fundamental. E os benefícios valem não só para a estética como também para o bem-estar. Pensando nisto, o Centro de Estética Belle Journée lança a campanha “Belle Friday”, para ficar mais bonito e pagando pouco.

A Belle Journée preparou promoções nunca vistas antes na Black Friday. Não deixe de conferir esta promoção, que vai até o dia 30 de novembro..

Entre as ofertas estão o Detox Facial, SPA dos Pés, Jato de Plasma, Massagem Modeladora, Tratamento de Estrias, Retirada de Sinais, Microvasos, Micropigmentação de Sobrancelhas, Extensão de Cílios dentre outros.

 

Onde fica?

A Belle Journée fica localizada na Avenida Daniel de La Touche, loja 06, Malibu Center, esquina com a Casa Freitas, na Cohama.

Como agendar?

Os agendamentos já estão disponíveis e podem ser feitos através do telefone ou pelo whatsapp (98) 99101-2070.

Para mais informações consulte também as redes sociais. Siga, curta, comente e aproveite os combos promocionais de inauguração @bellejourneeoficial