TJ-MA “agracia” com precatórios suspeita de desviar R$ 400 mil dos cofres do órgão

TJ-MA “agracia” com precatórios suspeita de desviar R$ 400 mil dos cofres do órgão

cleonesEm sessão plenária administrativa realizada, na última quarta-feira (18), no Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, o Presidente Cleones Cunha foi indagado sobre o desvio de R$ 400 mil na folha de pagamento do órgão.

Durante a audiência, o desembargador José Joaquim Figueiredo, indagou o presidente da Corte, se a  ex-servidora Cláudia Maria da Rocha Rosa, que coordenava a folha de pagamento do órgão já havia ressarcido o valor desviado dos cofres do tribunal.

Claudia Maria da Rocha e o marido Thiago, ambos presos
Claudia Maria da Rocha e o marido Thiago, ambos presos

– Eu acho que ainda não foi ressarcido, mas trago todas estas informações na próxima quarta-feira – prometeu Cleones.

Ao final, a desembargadora Graça Duarte lembrou que a ex-funcionária foi agraciada recentemente com o recebimento de precatório, autorizado pelo próprio chefe do judiciário.

– Eu não sei, são tantos precatórios que assino, desembargadora Graça é surpresa pra mim – afirmou o presidente Cleones.

ENTENDA

Claudia Maria da Rocha Rosa e o marido Thiago Salustino Meneses, que também era servidor do TJ-MA, foram presos preventivamente no dia 16 de setembro de 2015, após abertura de inquérito para apurar as suspeitas de desvios.

Segundo informações da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), ela era suspeita de desviar as verbas com o auxílio do marido.

A ocorrência contra os dois foi registrada no dia 11 de setembro. O registro foi enviado à Diretoria de Segurança Institucional do tribunal e encaminhado posteriormente à Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-MA), que abriu inquérito policial para apurar as suspeitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *