Falta de diálogo com Braide volta dominar a pauta dos vereadores na Câmara de São Luís

Falta de diálogo com Braide volta dominar a pauta dos vereadores na Câmara de São Luís

Eduardo Braide chegou a se reunir com parte dos vereadores e prometeu estreitar relações (Foto: Divulgação)

Clima de desconforto na relação do prefeito Eduardo Braide (sem partido) com os vereadores voltou a dominar a pauta dos parlamentares na Câmara Municipal de São Luís. Ainda de forma velada, os vereadores têm cobrado diálogo com o Poder Executivo. Este diálogo, claro, tem relação com a liberação de emendas da área da saúde. É o que aponta a coluna “Estado Maior”, no Imirante.com.

De acordo com a publicação, os vereadores reclamam de falta de resposta por parte da Prefeitura de São Luís para as demandas enviadas pela Câmara Municipal. Isto é o que é dito em plenário. Mas nos bastidores não é exatamente isto.

A cobrança é pela liberação de mais de R$ 640 mil para cada vereador em emenda parlamentar destinada exclusivamente para a saúde. Na prática, Eduardo Braide tem até dezembro para liberar o recurso, no entanto, seis vereadores já conseguiram esta liberação o que faz com que os demais pressionem o prefeito.

Aos vereadores, o secretário de Articulação Política, Márcio Andrade, disse que vai verificar os problemas que atingem a gestão e deixa os parlamentares em resposta. O vereador do PCdoB, Astro de Ogum, disse que em 10 dias vai voltar a fazer cobranças.

É aguardar e saber se Braide vai, finalmente, melhorar a relação dele com a Câmara Municipal. Esta relação, por sinal, nunca foi boa. O prefeito até disse que melhoraria, no entanto, a promessa não passou de uma reunião com os parlamentares.

Apoio com emendas

A maioria dos vereadores de São Luís atribui a liberação da emenda dos seis colegas de parlamento ao apoio que ele deram à candidatura do irmão de Eduardo Braide, Fernando Braide (PSC), eleito para a Assembleia Legislativa.

Como emenda parlamentar na capital é impositiva, os parlamentares prometem pressionar o que podem.

A proposta de lei orçamentária é uma dessas peças que serão usadas nesta pressão. Ano passado, a matéria de previsão orçamentária de São Luís demorou a ser aprovada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.