Deu na VEJA: Delator diz que Temer pediu R$ 1 milhão em dinheiro vivo

Deu na VEJA: Delator diz que Temer pediu R$ 1 milhão em dinheiro vivo

O presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF) – 16/06/2017 (Evaristo Sá/AFP)

O ex-diretor do frigorífico JBS Ricardo Saud afirmou, em depoimento prestado à Procuradoria-Geral da República, que o presidente Michel Temer pediu a entrega de 1 de milhão de reais, em dinheiro vivo, numa empresa do coronel aposentado João Baptista Lima. O militar, amigo de Temer, é um dos homens de confiança do presidente.

O endereço do local, segundo o delator, foi repassado por Temer num bilhete para o executivo durante reunião ocorrida em São Paulo no auge das eleições de 2014.

“O dinheiro era do PT. O PT deu para o presidente Temer para usar para campanha de vice. E assim foi feito e, não satisfeito, ainda guardou um milhão para ele no bolso”, diz Saud.

De acordo com o delator, os recursos destinados a Temer faziam parte de um acerto feito entre o PT, PMDB e a JBS durante a campanha à reeleição da presidente Dilma. Naquela época, um grupo de senadores peemedebistas ameaçava apoiar o PSDB.

Preocupado, o PT resolveu agir e topou repassar recursos da conta-propina que mantinha junto à JBS para conter a rebelião na base aliada. Quando Temer foi informado sobre o risco de senadores do PMDB apoiarem o PSDB, resolveu reassumir a presidência do partido – e então acertou que o PT repassaria 15 milhões de reais para distribuir entre os peemedebistas.

Ricardo Saud detalhou como foi feito o rateio desse valor. Disse que 9 milhões de reais foram destinados ao diretório nacional do partido, 2 milhões serviram para bancar gastos da campanha de Paulo Skaf ao governo de São Paulo com o marqueteiro Duda Mendonça, outros 3 milhões de reais foram repassados em espécie ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e 1 milhão de reais tiveram o próprio Temer como beneficiário.

A parte referente a Temer, segundo o delator, foi entregue na sede da empresa Argeplan Arquitetura e Engenharia, cujo sócio é o coronel João Baptista Lima, amigo do presidente. O militar aposentado, dono de uma fazenda no interior de São Paulo frequentada há anos por Temer, foi alvo de um mandado de busca e apreensão na última quinta-feira, durante a Operação Patmos.

Vereador Marcial Lima conduz debate sobre obras do “Minha Casa, Minha Vida” em São Luís

Vereador Marcial Lima conduz debate sobre obras do “Minha Casa, Minha Vida” em São Luís

Sair do aluguel e ter uma casa própria é o sonho de muitos maranhenses. Em São Luís, algumas dessas pessoas conseguiram realizar tal sonho por meio do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal. No entanto, tais moradias viraram motivos de reclamação por parte daqueles que foram beneficiados com o programa federal. Problemas de infraestrutura, de segurança e transporte público atormentam quem mora nos condomínios Amendoeiras, Santo Antônio, Ribeira e Moradas do  Sol, localizados na zona rural da capital. E, com o objetivo de discutir medidas para solucionar tais situações, a Câmara Municipal de São Luís promoveu uma audiência pública na quinta-feira (18).

De autoria do vereador Marcial Lima (PEN), a audiência contou com a participação de vários órgãos e entidades: Secretaria de Estado de Cidades, Instituto de Colonização e Terras do Maranhão, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Polícia Militar e Conselho Comunitário de Defesa Social da Zona Rural de São Luís. Apesar de terem sido convidadas, a Prefeitura de São Luís e a Caixa Econômica Federal não mandaram representantes.

Em seu discurso, Marcial Lima apresentou os principais problemas sofridos por quem mora nesses condomínios da zona rural. Nessas áreas, a população reclama da falta de infraestrutura. Segundo os moradores, desde o momento em que os imóveis foram entregues, algumas residências possuem rachaduras. Além disso, é alto os índices de violência, faltam creches, escolas, postos de saúde e um transporte público eficiente, que deveriam ser proporcionados pela Prefeitura de São Luís e pelo governo do Estado.

“Nestes condomínios do ‘Minha Casa, Minha Vida’ não possuem lazer. Vamos cobrar que a prefeitura leve praças para estes condomínios. O sistema de transporte é outra problemática. As pessoas não conseguem sair de casa para ir para o emprego. Não existem creches. A insegurança toma conta já que a polícia tem dificuldades de ir a estes locais porque faltam vias de acesso. Temos que discutir isso e não vamos parar por aqui”, declarou o vereador do PEN.

Ao fim da audiência, ficou decidido a criação de uma comissão temporária para discutir a temática novamente.

“Não renunciarei”, afirma presidente Michel Temer

“Não renunciarei”, afirma presidente Michel Temer

Ao contrário do que muitos imaginavam o presidente da República Michel Temer (PMDB), declarou nesta tarde de quinta-feira (18), que não vai renunciar ao cargo. “Não renunciarei […] meu compromisso é com o Brasil”, declarou.

Ele encerrou a coletiva que vai cobrar investigação séria e profunda do que está correndo no país. Michel Temer ainda falou do bons indicadores econômicos do país.

Mesmo contrariando a população Michel Temer continua no cargo.

Temer decidiu renunciar ao cargo de presidente

Temer decidiu renunciar ao cargo de presidente

O presidente Michel Temer está pronto para anunciar sua renúncia ao cargo e deverá fazê-lo ainda hoje. A informação é da coluna do jornalista Ricardo Noblat, O Globo.

Segundo Noblat, Temer Já conversou a respeito da renúncia com alguns ministros de Estado e, pessoalmente, acompanha a redação do pronunciamento que informará o país a respeito.

Rodrigo Maia (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, já foi avisado sobre a decisão de Temer. Ele o substituirá como previsto na Constituição, convocando o Congresso para que eleja o novo presidente que governará o país até o final de 2018.

A Secretaria de Comunicação Social da presidência da República suspendeu a veiculação de peças de propaganda do governo que estavam no ar ou que poderiam ir ao ar.

Principal comprador do Sistema Difusora do MA é preso depois da delação da JBS

Principal comprador do Sistema Difusora do MA é preso depois da delação da JBS

 

O principal comprador do Sistema Difusora do Maranhão, o advogado Willer Thomaz, ligado ao ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, também foi preso pela Polícia Federal, em São Luís, após delação premiada bombástica da JBS.

O motivo da prisão do dono da Difusora
é que ele teria cooptado um procurador da operação Lava Jato para passar informações ao dono da JBS.

A prisão caiu como uma bomba no Sistema Difusora de Comunicação, que pertencia ao senador Edison Lobão (PMDB), também envolvido em várias delações premiadas da operação Lava Jato.

O advogado Willer Tomaz foi detido por ordem do ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, acusado de tentar interferir no andamento da chamada operação greenfield, que investiga os fundos de pensão. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirma ainda que ele tentou interferir nas negociações delações premiadas com envolvidos no caso.

O presidente da OAB-DF Juliano Costa Couto, afirmou à ConJur que não advoga para a empresa JBS nem para o empresário Joesley Batista, que teria delatado Willer Tomaz. Ele esclarece ainda que nenhum policial foi até sua casa.

Segundo Costa Couto, um cliente seu, que é amigo de Joesley, o procurou pedindo nomes de advogados para defender um conhecido na operação greenfield. Ele afirma que foi procurado como presidente da OAB-DF e apenas sugeriu o nome de Willer Tomaz, por ser um criminalista conhecido em Brasília.

Procuradores do Estado do MA entram em estado de greve

Procuradores do Estado do MA entram em estado de greve

Os Procuradores do Estado decidiram, em assembleia realizada  nesta terça- feira (17), entregar cargos comissionados – em protesto contra o Governo do Maranhão. Além desta medida, no dia 6 do próximo mês, a categoria deverá entrar em greve, por tempo indeterminado.

A entrega dos cargos comissionados deverá ser formalizada nesta sexta-feira (19), às 15h, em ato na sede da Procuradoria do Estado. Até o momento, o Governo do Maranhão não se pronunciou sobre o assunto.

De acordo com os procuradores, há um “descaso” por parte do Poder Executivo Estadual com a classe. Eles se sentem desvalorizados pela gestão pública e, com salários considerados defasados há pelo menos três anos e sem acordo, decidiram tomar medidas mais extremas.

‘No Maranhão ainda tem censura na imprensa’, diz advogado ao ter entrevista impedida de ir ao ar na TV Cidade

‘No Maranhão ainda tem censura na imprensa’, diz advogado ao ter entrevista impedida de ir ao ar na TV Cidade

 

entrevista

“No Maranhão ainda tem censura na imprensa”. Foi assim que definiu o advogado criminalista Mozart Baldez, presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão (SAMA), sobre sua entrevista concedida ao Programa Moreira Serra e que não foi ar no último domingo, dia 14, na TV Cidade, afiliada da TV Record no Maranhão.

Em sua página no Facebook, Baldez disponibilizou os vídeos da entrevista e afirmou que a suposta censura teria ocorrido por interferência de uma entidade de classe poderosa no estado.

“A entrevista que não foi ao ar por interferência de uma entidade de classe poderosa no Maranhão. Mas o departamento de imprensa e divulgação do SAMA estava presente”, declarou o criminalista, em comentário publicado as 13h57 de segunda-feira, em seu perfil na rede social.

Mesmo não declinado o nome da entidade, o blog apurou que a censura contra Baldez teria sido motivada, por meio de uma carta, enviada à direção da emissora por um dos dirigentes da Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA).

ABAIXO OS VÍDEOS DA ENTREVISTA:

Clique aqui e assista ao 1º bloco aqui para acompanhar o 2º bloco.

Em discurso, vereador Chaguinhas presta homenagem à Edmilson Jansen

Em discurso, vereador Chaguinhas presta homenagem à Edmilson Jansen

 Durante a sessão especial em homenagem ao ex-vereador Edmilson Jansen (PTC), 66 anos, que morreu na noite de sábado (13/05), por complicações em uma cirurgia de hérnia umbilical. O Vereador Francisco Chaguinhas (PP) fez uso da palavra para homenagear o colega de parlamento e se solidarizar com a família do ex-parlamentar.

Segundo o progressista, Edmilson parte deixando um legado importantíssimo para a cidade de São Luís, e que a casa legislativa não será a mesma sem a presença do colega de parlamento.

“Edmilson Jansen era uma pessoa que se relacionava com todos e com humor bastante apurado, tanto que sua despedida repentina causou grande comoção nos vereadores, funcionários e em toda a classe política local. Portanto, a Casa perde um grande vereador e eu perdi um grande amigo, que, sem sombras de dúvidas, engrandeceu esse parlamento municipal. Que Deus possa recebê-lo de braços abertos e que possa confortar toda a sua família”, disse.

HISTÓRICO POLÍTICO

Edmilson Carneiro Jansen de Mello nasceu em 26 de setembro de 1950, no município de São Bento/MA. Ele deixa quatro filhos: sendo dois maiores, do primeiro casamento com sua falecida mulher, e dois menores, da relação com Fernanda Costa, que era sua atual companheira.

Era procurador federal aposentado, advogado e estava em seu 3º mandato de vereador, sendo dois eleitos de forma consecutiva. Em 1996, Edmilson Jansen despertou interesse pela política partidária e filiou-se ao Partido Popular Socialista (PPS), onde disputou as eleições daquele ano e obteve 1.397 votos, ficando como suplente na legislatura 1997-2000. Nas eleições de 2000, já filiado ao Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB), Jansen conquistou 1.650 votos, mas também não foi eleito vereador. Edmilson Jansen ficou como suplente em outras duas eleições: Em 2004, quando obteve 2.649 votos e também em 2008, quando alcançou 2.916 votos. Nesse período, chegou a assumir em duas oportunidades na condição de suplente. Ele se efetivou &nb sp;em 2011, depois que o titular da vaga, Edivaldo Holanda Júnior, renunciou ao cargo para assumir o mandato de deputado federal.

Em 2012, diante de um histórico de luta contínua e corajosa, sempre em defesa das causas sociais, Jansen voltou a disputar uma vaga na Câmara de Vereadores, sendo reeleito para o 2º mandato, com 4.602 votos.

Em 2016, se elege para o 3º mandato, alcançando 4.108 votos, contando com o forte apoio do eixo Itaqui-Bacanga, sua principal base eleitoral.

ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Relator da Comissão de Justiça da Câmara de São Luís, em 2012. Membro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou vícios em contratos do Programa ‘Bom Peixe’, em 2013. Também na legislatura passada, fez parte da Comissão que elaborou o novo Regimento Interno da Câmara, juntamente com os vereadores Chico Carvalho e José Joaquim.

Na atual legislatura, era membro da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de São Luís.

Prefeito ‘estressadinho’ perde as ‘estribeiras’ e chama vereadores de cachorros em Penalva

Prefeito ‘estressadinho’ perde as ‘estribeiras’ e chama vereadores de cachorros em Penalva

Prefeito ‘estressadinho’ , Ronildo Campos

O prefeito de Penalva, Ronildo Campos perdeu as estribeiras durante sessão na Câmara, ao chamar os vereadores de cachorros. O gestor penalvense tem sido alvos de críticas por não controlar o stress do mandato.

Com apenas com quatro meses, Ronildo já protagonizou cenas que extrapolam o limite do aceitável e da harmonia entre os poderes. Essa semana, depois de bate-boca, fazer ameaças e apontar o dedo para a população, o chefe do executivo resolveu aprontar mais uma: chamou os vereadores da oposição de cachorros, conforme um áudio divulgado no Blog do Davi Max.

Aparentemente, o áudio demonstra que a declaração teria sido feita durante uma entrevista, logo após a votação de uma matéria polêmica na Câmara. A declaração pode esquentar ainda mais a relação do prefeito com os vereadores de oposição que não se deixam “adestrar” pelo gestor estressadinho.

Ouça o áudio AQUI

Vídeo que mostra a ‘prefeita’ Nubia Dutra discutindo com moradores viraliza

Vídeo que mostra a ‘prefeita’ Nubia Dutra discutindo com moradores viraliza

Domingos e Nubia Dutra

A atitude da primeira-dama e secretária de Administração, Finanças, Fazenda e Articulação Governamental, Núbia Dutra, discutindo com a população de Paço do Lumiar viraliza nas redes sociais.

O blog apurou que a “super” secretária, têm um gênio forte e arrogante, o  que tem desagradado os luminenses. A confusão aconteceu na comunidade Eugênio Pereira enquanto caminhava e falava ao telefone.

Durante a confusão, Núbia chegou a mandar uma pessoa calar a boca, pois este a questionava sobre algumas atitudes da gestão do prefeito, Domingos Dutra (PCdoB).

Enfurecida por ser cobrada, ela soltou.

“Cala a boca!”, esbravejou a primeira-dama. Um dos questionadores retrucou: “Cala boca aqui não, você não é mãe de ninguém aqui não!!! Você não estudou não? Seu marido vai passar aqui pedindo voto novamente!!! Mande chamar quem você quiser”.

Assista ao vídeo: