Rosângela Curado tem candidatura impugnada

Rosângela Curado tem candidatura impugnada

O Ministério Público Eleitoral, através de ação assinada pelo procurador Pedro Henrique Oliveira Castelo Branco, solicitou ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão a impugnação do pedido de registro de candidatura da odontóloga Rosângela Curado, candidata a deputada estadual.

A impugnação do pedido de registro de Curado ocorreu em função do procurador ter constatado uma condenação contra a política no Tribunal de Contas do Estado do Maranhão referente ao período que ela geriu a Secretaria Municipal de Saúde de Imperatriz.

Segundo a Corte de Contas, houve irregularidades no pagamento de uma obra para reforma e ampliação de uma Unidade Básica de Saúde, no ano de 2008.

Secretário Adjunto de Finanças de Caxias é acusado de assédio moral

Secretário Adjunto de Finanças de Caxias é acusado de assédio moral

Funcionários da Prefeitura de Caxias cobram a criação de “um canal de denúncias e resolução para casos de assédio moral e sexual” ocorridos em seu ambiente de trabalho. Um dos casos mais recorrentes vem ocorrendo na Secretaria Municipal de Finanças e tem como principal suspeito o secretário adjunto, Roosevelt dos Reis Lobão Filho. As queixas mais comuns, segundo o relato de fontes no município, incluem “chacotas e comentários” maldosos.

 Roosevelt Lobão, que já foi pregoeiro da gestão Humberto Coutinho, é citado constantemente pelos servidores e, principalmente, pelas servidoras da pasta por praticar de forma contumaz uma espécie de violência moral no trabalho. Várias são as reclamações das vítimas dessas situações de humilhações repetitivas e constrangedoras praticadas pelo número dois da Secretaria de Finanças, no exercício de suas funções. Ocasionando, assim, graves prejuízos práticos e emocionais na vida das pessoas afetadas.

 Os signatários da denúncia, que temendo represarias pediram para não ser identificados, acusam as “autoridades que chefiam o município” de serem omissas e compactuarem com os “abusos recorrentes” por parte do secretário adjunto que se julga acima dos pobres mortais e não tem nenhuma urbanidade, também, no trato com os pequenos fornecedores da prefeitura.

“Não são apenas os funcionários, mas os próprios munícipes que buscam a prefeitura para resolução de problemas, também são vítimas. O secretário despreza-os, submete-os, impondo a eles um tratamento perverso sem nenhuma, por mais absurda, justificativa plausível para mereceram tanto. Mas aos poucos esse pacto do silêncio e da tolerância vem se quebrando, muitas vítimas do secretário adjunto já não se importam em expor abertamente suas atitudes e condutas negativas. E desse jeito logo, logo ele será denunciado ao Ministério Público por assédio moral”, relata os denunciantes.

Após pedir registro de candidatura, PT divulga carta de Lula

Após pedir registro de candidatura, PT divulga carta de Lula

O PT pediu nesta quarta-feira (15) registro ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República nas eleições de outubro. O vice da chapa é o ex-ministro Fernando Haddad. Ao registrar a candidatura, o PT declarou que o ex-presidente tem R$ 7,9 milhões em bens. Haddad declarou total de R$ 428 mil em bens à Justiça Eleitoral.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba desde 7 de abril em função da condenação a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro na ação penal do caso do triplex do Guarujá (SP).

Em tese, o ex-presidente estaria enquadrado no artigo da Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados. No entanto, o pedido de registro e a possível inelegibilidade precisam ser analisados pelo TSE. O pedido funciona como o primeiro passo para que a Justiça Eleitoral analise o caso.

Lula tenta chegar ao terceiro mandato presidencial. O ex-presidente foi eleito para o cargo nas eleições de 2002 e reeleito para mandato de mais quatros em 2006. Ele começou sua tragetória política na década de 1980 como dirigente sindical em São Bernardo do Campo (SP) e é um dos fundadores do PT.

Rito  – O pedido de registro de candidatura, cujo prazo para apresentação no TSE termina às 19h, não garante automaticamente ao candidato o direito de disputar o pleito.

Com fim do prazo, o tribunal vai publicar um edital para dar publicidade aos registros. Após a publicação, o Ministério Público Eleitoral (MPE), partidos e coligações poderão impugnar as candidaturas, alegando que candidato não poderá disputar as eleições em função de alguma inelegibilidade prevista na Lei da Ficha Limpa.

Após o eventual pedido de impugnação, o ministro-relator do pedido vai decidir se o registro será aceito ou não. O prazo para decisão é 17 de setembro.

Carta do ex-presidente Lula:

Companheiros e companheiras,

Registrei hoje a minha candidatura a Presidência da República, após meu nome ter sido aprovado na convenção do PT e com a certeza de que posso fazer muito para tirar o Brasil de uma das piores crises da história.

A partir dessa aprovação do meu nome pelas companheiras e companheiros do PT, do PCdoB e do Pros, passei a ter o direito de disputar as eleições.

Há um ano, um mês e três dias, Sérgio Moro usou do seu cargo de juiz para cometer um ato político: ele me condenou pela prática de “atos indeterminados” para tentar me tirar da eleição. Usou de uma “fake News” produzida pelo jornal O Globo sobre um apartamento no Guarujá.

Desde então o povo brasileiro aguarda, em vão, que Moro e os demais juízes que confirmaram a minha condenação em segunda instância apresentem alguma prova material de sou o proprietário daquele imóvel. Que digam qual foi o ato que eu cometi para justificar uma condenação. Mas o que vemos, dia após dia, é a revelação de fatos que apenas reforçam uma atuação ilegítima de agentes do Sistema de Justiça para me condenar e me manterem na prisão.

Chegou-se ao ponto em que uma decisão de um desembargador que restabelecia a minha liberdade não foi cumprida por orientação telefônica dada por Moro, pelo presidente do TRF4 e pela procuradora Geral da República ao Diretor-Geral da Polícia Federal.

Como defender a legitimidade de um processo em que conspiram contra a minha liberdade desde o juiz de primeira instância até a Procuradora-Geral da República?

Sou vítima de uma caçada judicial que já está registrada na história.

Tenho certeza de que se a Constituição Federal e as leis desse país ainda tiverem algum valor serei absolvido pelas Cortes Superiores.

A expectativa de que os recursos apresentados pelos meus advogados resultem na minha absolvição no STJ ou no STF é o que basta, segundo a legislação brasileira, para afastar qualquer impedimento para que eu possa concorrer.

Não estou pedindo nenhum favor. Quero apenas que os direitos que vem sendo reconhecidos pelos tribunais em favor de centenas de outros candidatos há anos também sejam reconhecidos para mim. Não posso admitir casuísmo e o juízo de exceção.

O Comitê de Direitos Humanos da ONU já emitiu uma decisão que impede o Estado brasileiro de causar danos irreversíveis aos meus direitos políticos – o que reforça a impossibilidade de impedirem que eu dispute as eleições de 2018.

Quero que o povo brasileiro possa decidir se me dará a oportunidade de, junto com ele, consertar este país.

A partir de amanhã, vamos nos espalhar pelo Brasil para nas ruas, no trabalho, nas redes sociais, mas principalmente olhando nos olhos das pessoas, lembrar que esse país um dia já foi feliz e que os mais pobres estavam contemplados no orçamento da União como investimento, e não como despesa.

Cada um de vocês terá que ser Lula fazendo campanha pelo Brasil, lembrando ao povo brasileiro que nos governos do PT o povo trabalhador teve mais emprego, maiores salários e melhores condições de vida.

Que um nordestino que mora no Sul podia visitar sua família de avião e não somente de ônibus.

Que um pobre, um negro, ou um índio podia ingressar na universidade.

Que o pobre podia ter casa própria e comer três vezes ao dia.

Que a luz elétrica era acessível a todos.

Que o salário mínimo foi aumentado sem causar inflação.

Que foi posto em prática aquele que a ONU considerou o melhor programa de transferência de renda do mundo, beneficiando 14 milhões de famílias e tirando o Brasil do mapa da fome.

Que foram criadas novas universidades e novos cursos técnicos.

Para recuperar o direito de fazer tudo isso e muito mais é que sou candidato a Presidente da República.

Vamos dialogar com aqueles que viram que o Brasil saiu do rumo, estão sem esperança mas sabem que o país precisa resolver o seu destino nas urnas, não em golpes ou no tapetão.

Lembrar que com democracia, com nosso trabalho, o Brasil vai voltar a ser feliz.

Enquanto eu estiver preso, cada um de vocês será a minha perna e a minha voz. Vamos retomar a esperança, a soberania e a alegria desse nosso grande país.

Companheiras e companheiros, o Moro tinha até hoje para mostrar uma prova contra mim. Não apresentou nenhuma! Fato indeterminado não é prova! Por isso sou candidato.

Repito: com meu nome aprovado na convenção, a Lei Eleitoral garante que só não serei candidato se eu morrer, renunciar ou for arrancado pelo Justiça Eleitoral. Não pretendo morrer, não cogito renunciar e vou brigar pelo meu registro até o final.

Não quero favor, quero Justiça. Não troco minha dignidade por minha liberdade.

Um forte abraço,

Lula

Por Luiz Inácio Lula da Silva

MP aciona prefeita de São João dos Patos

MP aciona prefeita de São João dos Patos

O Ministério Público do Maranhão ingressou, na última terça-feira (14), com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra a prefeita de São João dos Patos, Gilvana Evangelista de Souza, e a empresa R. de Oliveira Dias – ME. A ação foi motivada por irregularidades na contratação da empresa para a prestação de serviço de transporte escolar.

A empresa acionada foi a única participante e vencedora do Pregão Presencial n° 25/2017, firmando contrato com o Município no valor de R$ 786.533,12. As investigações do Ministério Público apontaram, no entanto, uma série de irregularidades no procedimento licitatório e na execução do contrato.

Entre os problemas da licitação estão a autorização em data anterior às cotações de preços, informações orçamentárias e elaboração do termo de referência; assinatura do edital feita por pregoeiro sem atribuição; impropriedades e cláusulas restritivas no edital e falta de divulgação do certame.

Além disso, uma das empresas utilizadas na pesquisa prévia de preços pertence ao assessor contábil do Município, que atuou no pregão. Outra das empresas pesquisadas sequer tem a prestação de serviço de transporte escolar entre os seus objetivos sociais.

A Promotoria de Justiça de São João dos Patos verificou, também, que apesar de ter sido contratada para prestar o serviço utilizando ônibus, micro-ônibus e vans, a empresa R. de Oliveira Dias – ME não dispõe desses veículos. O transporte escolar estava sendo feito em 21 veículos sublocados e inadequados, os chamados “paus de arara”. Alguns dos veículos, inclusive, têm mais de 20 anos de uso.

O próprio contrato assinado entre a empresa e a Prefeitura de São João dos Patos previa que a subcontratação de serviços seria proibida, constituindo cláusula de rescisão do contrato. Além disso, ao analisar o valor pago à R. de Oliveira Dias – ME e o que foi repassado aos proprietários dos veículos utilizados, verifica-se uma diferença superior a R$ 200 mil, o que constitui prejuízo aos cofres municipais.

Uma fiscalização realizada pela equipe do Centro de Apoio Operacional da Educação (CAOp Educação), com apoio da Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça, constatou irregularidades como veículos sem documentação e com itens de segurança vencidos, superlotação, motoristas não habilitados e sem curso de capacitação para atuar no transporte escolar, entre outras. A ação é uma das etapas do Projeto Pau de Arara Nunca Mais, desenvolvido pelo MPMA.

“A ré Gilvana Evangelista de Souza homologou a licitação e assinou contrato fundado em fraude montada por servidor nomeado por ela para ocupar a presidência da CPL, como também não cobrou da empresa vencedora o cumprimento adequado do que fora efetivamente contratado. De outro lado, a ré R de Oliveira Dias – ME participou da licitação forjada e também não prestou os serviços da forma contratada, tendo subcontratado sem expressa autorização no instrumento convocatório e no contrato”, explica o promotor de justiça Renato Ighor Viturino Aragão, autor da ação.

Caso sejam condenados por improbidade administrativa, os envolvidos estarão sujeitos ao ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multa de até duas vezes o valor do dano e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.

Empossada a nova diretoria do Sindicato de Panificação de São Luís

Empossada a nova diretoria do Sindicato de Panificação de São Luís

Maxwell Rodrigues, Pedro Robson, Francina Andrade, Robson Santana (Prática Klimaquip), Celso Gonçalo (Fiema), Marcio Rodrigues (Instituto ITPC) e Ronaldo Ewerton Viana (CRC-MA)

Com o objetivo de repassar informações sobre tecnologia, gestão, processos e outros fatores que impactam o negócio da panificação, o Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria de São Luis (Sindipan) e a Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria (Abip) promoveram, na última quinta (12), o Seminário Pães Especiais em São Luís, na Casa da Indústria, com apoio da Federação das Indústrias (Fiema). A programação incluiu treinamento gratuito e prático para o público da área de produção e palestras técnicas para público gerencial. O seminário marcou a posse festiva da nova diretoria do Sindipan, presidido pela empresária Francina Rosa Andrade.

Dr Elizabeth Gonçalo e Ariston recebem declaração de apoio de 9 vereadores de Bacabeira

Dr Elizabeth Gonçalo e Ariston recebem declaração de apoio de 9 vereadores de Bacabeira



Os candidatos a deputado federal Dr Elizabeth Gonçalo (Avante) e a deputado estadual Ariston (Avante), receberam neste sábado (11), a declaração de apoio de nove vereadores de Bacabeira. Reunidos com a prefeita Fernanda Gonçalo (Avante) e o prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (Avante), os parlamentares declaram que agora vão acompanhar um dos grupos político com maior número de trabalho e êxito no Maranhão.

Os vereadores Tchabal, Ademir Castro, Romualdo, Magno, Meu Povo, Arrumadinho, Jefferson Calvet, Vanderlan e Carvalho declararam apoio a dupla que vai tentar pela primeira vez uma vaga na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa.

O apoio a Dr Elizabeth Gonçalo e Ariston é resultado do bom trabalho desempenhado pelos prefeitos Hilton Gonçalo e Fernanda Gonçalo em Santa Rita e Bacabeira, respectivamente, que acaba ecoando em toda a região.

Dr Elizabeth Gonçalo e Ariston já estão sendo cotados como um dos favoritos para disputa e os nomes que estão entre os mais fortes na região do Munim.

Comunicação debate implantação de novos projetos e fortalecimento da imagem e ações de Osmar Filho

Comunicação debate implantação de novos projetos e fortalecimento da imagem e ações de Osmar Filho

O noticiário legislativo da Câmara Municipal de São Luís cresceu consideravelmente nos últimos três anos. Nesse período, foram lançadas várias novidades para veiculação das atividades legislativa junto à imprensa: informativos no rádio e na TV, transmissão ao vivo das sessões através do dial AM, modernização do portal do órgão na internet, informativo digital diário, além do jornal bimestral com um resumo das principais ações dos parlamentares.

Os instrumentos de comunicação além de aproximar o cidadão do Poder Legislativo vêm permitindo, também, que o trabalho dos vereadores adentrem a residência não só dos ludovicenses, mas de milhares de maranhenses nos quatro cantos do estado, por meio das ondas do rádio. Diante dessa nova realidade, e da necessidade de estabelecer cada vez mais um elo de ligação entre o Parlamento e a Sociedade, ganhou importância no parlamento ludovicense um novo personagem: o assessor de comunicação.

Para Itamargarethe, o assessor parlamentar tem duas grandes missões. A primeira, de aproximar a população do assessorado. E a segunda, estabelecer um canal direto com a imprensa mostrando de forma clara e direta o que está sendo discutido na Câmara, já que é uma Casa de Leis.

“A comunicação tem um papel importantíssimo, pois além de aproximar a população da Casa, tem ainda à responsabilidade de divulgar as proposições que podem mudar a vida do cidadão em todas as áreas da administração. Aqui são debatidos temas que vão de um pedido de asfaltamento à construção de escolas e hospitais. Além disso, tem também a aprovação das leis que beneficiam toda a população”, afirma.

No encontro, que contou com a presença das jornalistas Tamara Cristina e Giuliana Soares, assessoras do vereador Osmar Filho, que a partir do ano que vem assume o comando da Casa, para o biênio 2019-2020, Itamargarethe pediu empenho das colegas para trabalhar nesses últimos cinco meses, o fortalecimento da imagem e as ações do futuro chefe do legislativo.

“Estamos aqui não apenas para alinhar as ações que deverão ser trabalhadas até o dia 31 de dezembro do ano em curso, mas, também, para começarmos a definir as estratégias que serão adotadas para fortalecer a imagem e as ações do próximo presidente da Casa”, afirmou a diretora.

De forma sucinta, Itamargarethe externou as jornalistas que comandarão a assessoria do vereador Osmar Filho, sua preocupação em relação ao próximo gestor.

“Muito embora não tenha sido assim desde o início, mas na atualidade, o presidente Astro de Ogum possui uma imagem muito forte, não só dentro do parlamento, como no meio politico e na sociedade, também. Por isso a importância de definirmos uma estratégia diferenciada em relação ao vereador Osmar Filho, haja vista que, assim como o atual presidente, o futuro não possui um perfil midiático”, pontuou.

RADIO ONLINE E WEBTV
Durante a reunião de trabalho, Itamargarethe apresentou dois novos projetos que poderão ser operacionalizados até o final da gestão do presidente Astro de Ogum (PR): a rádio online que, inclusive já está crida, e a transmissão das sessões ao vivo pela WebTV, no canal da Câmara pelo Youtube. Ela informou que o primeiro projeto está na fase de levantamento dos custos, como montagem do estúdio e aquisição de equipamentos.

Essas duas novidades, segundo a jornalista, somam-se as demais que já estão em plena execução.

“Intervenções inovadoras e arrojadas marcaram a gestão do atual presidente. Fomos pioneiros em muitas ações, com resultados extremamente positivos para o Parlamento Municipal. Por isso estamos trabalhando para tornar realidade mais esses dois novos projetos, os quais irão somar as outras novidades implantadas no plenário, como a modernização do sistema elétrico, além das instalações do painel e bancada eletrônica, que serviu para agilizar os trabalhos”, concluiu Itamargarethe

Lago da Pedra apoia Márcio Coutinho para deputado federal

Lago da Pedra apoia Márcio Coutinho para deputado federal

Em mais uma agenda movimentada no final de semana, o advogado Márcio Coutinho, presidente do PRTB no Maranhão e candidato deputado federal, percorreu diversos municípios participando de eventos , nesse sábado (11), foi no município de Lago da Pedra, onde também recebeu o reconhecimento da população.

O advogado Márcio Coutinho, que foi convidado  pela ex-prefeita da cidade e candidata a governadora, Maura Jorge (PSL) que promoveu o evento na cidade, juntamente com seu grupo político.

Coutinho também destacou sua satisfação em ter ido ao município, onde constatou o trabalho que Maura Jorge desenvolveu em prol da população.

“Para mim, é uma satisfação estar aqui hoje com a futura governadora do Maranhão e seu grupo político, vendo de perto o empenho com que ela cuidou de Lago da Pedra. Para mim, é muito gratificante ver o quanto ela tem responsabilidade com o povo, e que de hoje em diante o município de Lago da Pedra também pode contar comigo”, afirmou Marcio Coutinho.

Com a Caravana da candidata a governadora, Maura Jorge, a comitiva visitou no domingo (12), o município de Marajá do Sena, onde, Coutinho foi recebido calorosamente por alguns amigos e também por membros do sindicato de professores do município, representado pela presidente, professora Cleia.

Para Márcio Coutinho, o seu projeto político vem ganhando cada vez mais força. “Este é um projeto muito sólido. A caminhada tem sido muito positiva e a receptividade tem sido grande por onde a gente passa. Isso demonstra a cada dia que as pessoas estão engajadas em fortalecer o nosso nome para representá-los no Congresso Nacional”, destacou.

Marcio Coutinho e a ex-prefeita e candidata a governadora, Maura Jorge
FERNANDA GONÇALO CONSTRÓI LEGADO DE TRABALHO EM BACABEIRA

FERNANDA GONÇALO CONSTRÓI LEGADO DE TRABALHO EM BACABEIRA

Construção de Casas populares para famílias que ainda residiam em casas de taipas, Sistemas de Abastecimento de Água para comunidades que precisavam andar quilômetros com balde na cabeça, Pavimentação de Ruas que antes eram apenas caminhos ou trilhas, fazem parte do legado de trabalho que está sendo construído pela prefeita de Bacabeira – Fernanda Gonçalo.

Ações inéditas, como a construção do primeiro Centro de Convenções do município, a implantação do Restaurante do Cidadão e a construção de uma Fabrica de Bloquetes da própria municipalidade, provam que, com os recursos próprios da prefeitura, é possível sim, fazer as transformações que a cidade precisa, sem depender, ou ter que esperar tanto tempo por parcerias privadas.

Ao priorizar as ações em favor dos que mais que precisam do auxilio do poder público, a chefe do executivo municipal, mostra sensibilidade e responsabilidade com esta parcela da população, que costuma ser esquecida, por aqueles que por lá, aparecem apenas de quatro em quatro anos.

Desde que assumiu o comando da cidade, Fernanda Gonçalo percorre, quase que todos os fins de semana, bairros e povoados do município, com o objetivo de ouvir e identificar in loco, as demandas da população.

Atuante nas redes sociais, Fernanda Gonçalo encara com tranquilidade as criticas ao governo e considera normal, haja vista ter rompido a hegemonia de poder do grupo político que administrou a cidade desde sua emancipação e por ter sido a primeira mulher eleita prefeita para governar a cidade.

“Quero representar os anseios do povo evangélico”, diz Irmã Silvia sobre ser candidata a deputada

“Quero representar os anseios do povo evangélico”, diz Irmã Silvia sobre ser candidata a deputada

O PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) confirmou o nome da especialista em auditoria Silvia Braga, mais conhecida por Irmã Silvia, como candidata ao cargo de deputada estadual nas eleições 2018. A confirmação aconteceu durante a convenção do partido, realizada no sábado (04), no Espaço Renascença, em São Luís.

Em sua primeira entrevista após ser confirmada como candidata, ela disse nesta quarta-feira (08) que, caso seja eleita, vai propor um projeto para que algumas atividades e eventos das igrejas evangélicas tenham reconhecimento de cultura.

“Nós [das igrejas evangélicas] não temos o reconhecimento de cultura. Temos nossos trabalhos fixos. No período do Carnaval, por exemplo, temos nossos retiros. Temos ainda eventos como as marchas que são realizados em diversos municípios do Maranhão. É o caso da marcha profética do município de São José de Ribamar que este ano estará em sua 16ª edição. O evento precisa de ônibus para transportar as pessoas, palco, som, dentre outros. É uma atividade que movimenta mais de 6 mil pessoas, mas não temos ajuda de ninguém. Então, essa marcha, queremos que seja reconhecida como uma cultura e só terá esse reconhecimento com a representação evangélica no parlamento”, destacou em entrevista ao blog.

Irmã Silva, como gosta de ser carinhosamente chamada, falou que o povo evangélico acordou e está disposto a eleger um de seus representantes na Assembleia Legislativa. Foi baseado nisso, que ela falou que quer ser essa voz cristã, dentro do parlamento estadual.

“Todo segmento da sociedade tem seus representantes na Casa do Povo. Por que é que nós evangélicos não poderíamos ter os nossos representantes? Costumo dizer que sou missionaria, pois tenho uma missão de levar a Palavra de Deus. Chegou o momento em que o povo evangélico acordou e resolveu mandar para a Assembleia Legislativa os seus representantes e coloquei meu nome à disposição para ser a representante evangélica de várias denominações e de vários municípios do nosso estado”, disse.

MAIS ESPAÇO PARA A MULHER

A candidata a deputada estadual pelo PRTB aproveitou a oportunidade para pedir que as mulheres possam lutar por mais espaço ao público feminino na política municipal, estadual e federal. Ela entende que se as eleitoras já são maioria no Brasil, precisam ocupar metade das vagas no parlamento.

“Nós mulheres somos discriminadas, pois a nossa voz é baixa e precisa ter um tom mais alto. Temos capacidade e podemos colaborar bastante não só como mulher, mas como mãe, como profissional. Dentro da política precisamos ter o nosso espaço e nossa voz. Se vivemos em uma sociedade em que as mulheres já são maioria no eleitorado, não podemos seguir com esta representação tão pequena no legislativo e executivo”, concluiu.