Justiça aceita liminar contra empresa suspeita de assédio moral eleitoral contra os funcionários no MA

Justiça aceita liminar contra empresa suspeita de assédio moral eleitoral contra os funcionários no MA

 — Foto: Betto Lopes/TV Fronteira

A Justiça do Trabalho aceitou, nesta sexta-feira (28), um pedido de liminar contra uma empresa acusada de assédio moral eleitoral contra os seus funcionários em Imperatriz, cidade localizada a 629 km de São Luís.

A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA). Segundo a denúncia, a empresa do segmento de moda realizou, no local de trabalho, uma reunião com uma candidata a deputada federal que postou nas redes sociais o encontro a favor do candidato Jair Bolsonaro (PL).

Na postagem, a candidata escreveu a legenda: ‘Logo cedo junto aos colaboradores das lojas sigo na missão de levar a mensagem do nosso Capitão Bolsonaro’, disse. O encontro também foi replicado nas redes sociais da empresa, que postou uma legenda semelhante com a frase ‘Brasil acima de tudo, Deus acima de todos!’, um dos slogans da campanha do presidenciável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.