Sindicato dos Advogados diz que OAB “se esconde dos problemas do Maranhão”

Sindicato dos Advogados diz que OAB “se esconde dos problemas do Maranhão”


O presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão (Sama), Mozart Baldez concedeu entrevista, na manhã da última segunda-feira (07), ao jornalista Osvaldo Maia, apresentador do programa Passando a Limpo, da Rádio Difusora AM, para falar sobre o pedido de intervenção na Polícia Civil do Maranhão motivado pela crise moral e ética que passa a instituição por conta das denúncias de corrupção envolvendo agentes e delegados.

O estopim dessa situação ocorreu na semana passada, quando mais um caso de desvio de conduta veio à tona, depois que a advogada Paulyana Ribeiro denunciou ter sido mantida em cárcere privado por outro delegado, Avilásio Fonseca Guimarães Neto.

“O sindicato entende que a ação policial irregular não se trata de um caso isolado e que esse tipo de conduta desacredita a instituição como um todo, já que ultimamente os casos de corrupção e escândalo na Polícia Civil vêm se repetindo, culminando com prisões e demissões”, acusou Mozart Baldez.

Após explicar o pedido de intervenção no sistema, o jornalista Osvaldo Maia questionou o presidente do Sama sobre a eleição da OAB e quis saber dele se pretende entrar na disputa.

Ao responder a pergunta, o sindicalista declarou que ainda era prematuro discutir eleição, mas que poderia pensar em ser candidato no momento adequado e aproveitou para cobrar um posicionamento da Ordem em relação a questões que envolvem os advogados, como o problema na segurança pública do estado.

“Ainda está muito cedo para se discutir eleição para a Ordem. Faltam um ano e alguns meses. A eleição é em novembro do ano que vem. O que eu acho é que a Ordem dos Advogados do Maranhão tem que trabalhar, pois o Sindicato está fazendo o seu papel. E eu acho que está muito prematuro a gente discutir eleição para a Ordem. Poderia pensar em ser candidato, mas quando chegar o momento adequado. No momento o que precisamos é que a Ordem trabalhe e ela não está trabalhando. Ela está se escondendo dos problemas do Maranhão. Esse problema da segurança pública é uma questão que a OAB precisa se manifestar. A doutora Paulyana Ribeiro esteve na OAB e a entidade virou as costas para a advogada então ela foi ao Sindicato e nossa instituição saiu em defesa dela”, declarou o causídico.

Sobre a falta de motivação de alguns advogados pela disputa da Seccional da OAB, Baldez afirmou que não se trata de desinteresse. Segundo ele, a questão é que o tempo deles passou.

“Essa questão de dizer que tem pessoas desentesadas pela OAB, não. É porque o tempo deles passou. A OAB estacionou no tempo, não só na administração do Thiago Diaz, mas em gestões passadas. Porque são gestões de amigos. O que precisamos é de uma Ordem que defenda a Constituição e as Leis. Então essa crise moral que a Policia Civil está passando também devem ser combatida pela OAB”, concluiu.

Maranhense campeão mundial de jiu-jítsu agradece apoio do vereador Astro de Ogum

Maranhense campeão mundial de jiu-jítsu agradece apoio do vereador Astro de Ogum

 

O lutador maranhense de jiu-jítsu, Roberto Ferreira, destacou em visita à Câmara de São Luís, na manhã desta terça-feira (08), a contribuição que o presidente da Casa, vereador Astro de Ogum (PR), deu a ele para que pudesse ir ao Rio de Janeiro, participar do NAGA (North American Grappling Association) realizado no Brasil.

Competindo pela primeira vez no mês passado, Roberto Ferreira, levando o nome da Guigo Jiu Jitsu, saiu com o cinturão da categoria até 91,5 kg, ou faixa marrom pesado. Lutadores de vários países participaram da competição.

“Eu não tinha apoio nenhum e ele, Astro, prontamente apoiou. Foi com a ajuda dele que conseguir competir no NAGA, vencer e conquistar cinturão”, disse o atleta.

O NAGA é realizado nos Estados Unidos e existe há 22 anos. A competição é composta pela modalidade de luta “Grappling”, que significa “luta agarrada”, como o judô e jiu-jítsu, ou seja, sem socos e chutes. O campeonato juntou estas artes marciais e, dentro dele, foram criadas novas regras.

Roberto Ferreira contou que o encontro com o presidente na sala de reunião do Palácio Pedro Neiva de Santana, que é a sede do Parlamento Municipal, serviu não apenas para agradecer, mas também para dividir com o chefe do legislativo o cinturão conquistado na competição internacional.

Em tom de desespero secretário de Educação ataca a greve dos professores

Em tom de desespero secretário de Educação ataca a greve dos professores


Os professores da rede pública municipal de São Luís estão em greve desde o dia 1º de agosto, porém a deliberação foi tomada no dia 27 de maio, após a prefeitura de São Luís encerrar a mesa de negociação com os educadores.

Por mais de dois meses, a comissão da mesa de negociação aguardou a retomada das discussões, visto que o governo municipal já tinha sido notificado sobre a decisão e também sobre os motivos que conduziram os profissionais do magistério à terceira greve na atual gestão.

Neste espaço de tempo o chefe do executivo, Edivaldo Holanda Júnior, e o secretário de Educação, Raimundo Moacir Mendes Feitosa optaram pela política de austeridade e a desvalorização da competência dos docentes.

A alegação da cúpula condena o professor à crucificação por estar na luta pela garantia de seus direitos, sob os aspectos de que estes profissionais ganham muito bem e que durante a administração pública do atual prefeito foi concedido 39% de reajuste aos docentes e que mais de doze mil direitos foram implantados.

Com base na legalidade direitos devem ser respeitados. Mas, em São Luís, os professores, assim como todos os servidores municipais, para garantir direitos só com muita luta. Se realmente tivéssemos um governo com competência técnica e política que arcasse com as responsabilidades inerentes ao cargo a pasta educacional não estaria em colapso.

O titular da Educação municipal, Moacir Feitosa, em mais uma tentativa de amenizar a ineficácia da administração pública, partiu para o ataque pessoal contra a presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco.

Hoje, 8 de agosto, em entrevista concedida ao programa Ponto Final, na Mirante AM, o secretário disparou sobre a greve que “o fato das crianças estarem sem aula é ocasionado por questões partidárias da representante da categoria. ”

Em primeiro lugar, a professora Elisabeth, como líder sindical, construiu uma trajetória limpa, arrojada e independe de linhas partidárias. Com forte expressão de luta, a educadora é reconhecida por sua bravura e determinação em prol da defesa dos docentes em toda a capital.

Sob outro aspecto, São Luís está se alinhando ao cenário nacional, onde tudo é permissível àqueles que ocupam o alto escalão do poder.

O município está utilizando a tática de inverter os papéis de responsabilidades. Não cabe ao professor: reformar escolas; comprar materiais pedagógico e didático, água para beber, pincel para escrever no quadro, lâmpadas para as salas, xerox para aplicação de provas, diários de classe, materiais para uso administrativo, entre outros.

Sendo assim, a culpa não pode ser direcionada literalmente e exclusivamente à presidente do sindicato ou à categoria. Esse é mais um absurdo que sintetiza o desespero e o despreparo dessa gestão diante das reivindicações legítimas dos professores.

A situação da rede de ensino público é preocupante, pois o colapso se instaurou de tal forma que a reversão desse emaranhado se torna cada vez mais impossível.

Atualmente, vários alunos não iniciaram o ano letivo em 2017 por causa da falta de infraestrutura das escolas.

O próprio secretário de Educação afirmou durante a mesa de negociação que o valor pleiteado pelos educadores era viável e possível; colocando à disposição o seu cargo, caso a pauta salarial não fosse atendida. Porém, na última reunião Moacir Feitosa alegou que ele tem livre arbítrio para mudar de ideia, e foi o que ele fez.

Agora, seu trabalho se concentra em utilizar os espaços midiáticos para macular seus colegas de profissão, postura lamentável de um profissional da Educação em um cargo de tamanha relevância.

Astro decreta luto na Câmara pela morte de João Chiador

Astro decreta luto na Câmara pela morte de João Chiador

“Perdemos um dos sustentáculos da cultura popular do Maranhão. Muito marcante o nosso João Chiador, a exemplo de Coxinho, de Humberto de Maracanã e outros gigantes da nossa arte. Nossa cidade e nosso Estado estão de luto por essa grande lacuna que se abre no bumba-boi, que é a maior expressão da nossa cultura popular”.

Essas foram as palavras do presidente da Câmara Municipal de São Luis, Astro de Ogum, ao tomar conhecimento da morte do cantador João Costa Reis, o João Chiador, ocorrida na tarde de domingo.

João Chiador teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no fim do ano passado e chegou a ficar vários dias internado no Hospital Carlos Macieira, em São Luís. Contudo, se recuperou e voltou para casa.

De acordo com Astro de Ogum, a arte de João Chiador é marcante e eterna. “Ele imprimiu o seu ritmo, através de sua voz e de sua poesia. Estamos de luto e hoje não teremos sessão nesta Casa”, disse Astro de Ogum, ao ressaltar o talento de quem ele considera um dos maiores artistas populares do Maranhão.

João Chiador foi amo do Boi da Maioba por 32 anos, e estava no Boi de Ribamar desde 1993. Ele é considerado um ícone do ‘Bumba Meu Boi’ do Maranhão por ter contribuído com a criação de toadas “Cidades dos

Azulejos”, “Nossa Senhora de Aparecida” e muitas outras.

Sindicato dos Advogados pede intervenção na Polícia Civil após prisões de delegados por corrupção

Sindicato dos Advogados pede intervenção na Polícia Civil após prisões de delegados por corrupção


O Sindicato dos Advogados do Maranhão (SAMA) afirmou neste domingo, 06, em nota publicada nas redes sociais, que é necessário uma intervenção na Polícia Civil do Maranhão para debelar a crise moral e ética que passa a instituição. A medida sugerida, segundo a nota, tem como base os vários casos de corrupção envolvendo agentes e delegados.

No comunicado, o SAMA relata a denúncia da advogada Paulyana Ribeiro que procurou a entidade que representa a categoria para denunciar que foi vitima de corrupção e cárcere privado decretado pelo delegado de Polícia Civil, Avilásio Fonseca Maranhão Neto.

“O SAMA entende que a ação policial irregular não se trata de um caso isolado e que esse tipo de conduta desacredita a instituição como um todo, já que ultimamente os casos de corrupção e escândalo na Polícia Civil vêm se repetindo, culminando com prisões e demissões”, disse o presidente do Sindicato dos Advogados, Mozart Baldez.

De acordo com o Sindicato, as prisões de agentes e delegados por suspeita de corrupção vêm provocando uma profunda reformulação no órgão. As mudanças atingiram delegado Lawrence Melo que foi exonerado na última sexta-feira do comando da Delegacia-Geral da Polícia Civil do Maranhão.

No entanto, o SAMA cobra medidas mais enérgicas e urgentes para debelar a crise moral e ética que passa a instituição pública.

“O SAMA entende que o Governador do Estado do Maranhão Flavio Dino e o Secretário de Segurança Jeferson Portela que demonstrando preocupação com o setor, substituíram sexta-feira (04/08/17), o diretor geral da instituição, devem tomar medidas mais enérgicas e urgentes, quem sabe até uma intervenção, para debelar essa crise moral e ética que passa a Polícia Civil do Maranhão, que da forma que está, amedronta e ameaça a sociedade ordeira maranhense ao invés de protegê-la”, argumenta Baldez.

Flávio Dino derruba Lawrence Melo da Delegacia-Geral da Polícia Civil

Flávio Dino derruba Lawrence Melo da Delegacia-Geral da Polícia Civil

O delegado Lawrence Melo não é mais o titular da Delegacia-Geral da Polícia Civil do Maranhão.

Ele foi exonerado do cargo pelo governador Flávio Dino nesta sexta-feira (4).

O substituto deve ser o delegado Leonardo Diniz, que atualmente chefia a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP). Ele foi Superintendente de Polícia Civil da Capital na gestão Roseana Sarney (PMDB).

Rádio 92 FM é a emissora evangélica mais ouvida no Maranhão

Rádio 92 FM é a emissora evangélica mais ouvida no Maranhão

Rádio-92.3-FM

De acordo com levantamento do site Radios.com.br, que há 15 anos divulga estatísticas de rádios em todo o país, a Rádio 92 se mantém como a mais ouvida no segmento evangélico do Maranhão. Este é o 2° mês consecutivo, que o veículo celebra a liderança.

Os números apontam ainda que a emissora é a segunda mais ouvida em São Luís que opera no dial FM, ficando atrás apenas da Mais FM.

Rankig1
A pesquisa divulgada no final do mês passado mostra ainda que a 92 FM também é uma das preferidas do país pela internet. O levantamento apontou que neste quesito a estação é a única do Maranhão no ranking nacional das vinte mais ouvidas, ocupando o 19° lugar entre as rádios do seguimento gospel com mais acessos no Brasil.

nacionalranking

A rádio também dobrou os acessos entre o primeiro e segundo semestre deste ano. Em maço, era 110.439 mil pulando para 247.624 mil acessos, em julho.

O levantamento é feito mês a mês e leva em conta o número de acessos aos “streamings” (endereço na web em que a emissora é hospedada para ser ouvida online) das rádios.

quadroradio

PERFIL
A Rádio 92.3 FM é direcionada ao público gospel, com uma programação de entretenimento, música e notícias, e também transmite durante as madrugadas a programação da Trans Mundial. A emissora é administrada pela R&J Comunicações, dos empresários Ramon Ernandes e Janaína Barros.

Astro sugere pacto perla regulamentação do Uber em reunião com MP e taxistas

Astro sugere pacto perla regulamentação do Uber em reunião com MP e taxistas

O presidente da Câmara Municipal de São Luis, Astro de Ogum, recebeu na manhã desta quinta-feira, em seu gabinete, a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Renato Medeiros e outros  profissionais da área, onde iniciaram uma rodada de discussão em  torno  da regulamentação do aplicativo Uber na cidade, que tem um projeto nesse sentido apresentado na Câmara, de autoria do vereador Paulo Vitor, mas que ainda não entrou em pauta. Paulo Vitor também participou da reunião, defendendo seu ponto de vista.

 O aplicativo, na realidade, é um autêntico pomo da discórdia na capital maranhense. É proibido de atuar na cidade, por conta de uma lei municipal aprovada ainda no ano passado, de autoria da ex-vereadora Luciana Mendes. A proibição foi mantida pela Justiça, mas mesmo assim, algo em torno de  1.500 pessoas atuam utilizando a plataforma, provocando uma rota de colisão com os taxistas, que se sentem prejudicados.

Lítia Cavalcanti ressaltou, durante a reunião, ter conhecimento de que muitos ex-presidiários  utilizam o aplicativo e lembrou  o episódio envolvendo uma enfermeira da UPA do Parque Vitória, que chamou o serviço do aplicativo e, ao chegar em casa foi assaltada pelo condutor.

O vereador Honorato Fernandes, que esteve presente no início da conversa, afirmou que “ o Uber  já é uma realidade nacional e o que se precisa fazer é uma adequação, para regularizar o serviço, de forma que os taxistas não sejam prejudicados”.

Paulo Vitor defende emendas ao projeto de sua autoria, como forma de se apagar esse foco de incêndio.  Todos os participantes do encontro foram favoráveis à redução do número de operadores do aplicativo, hoje em torno de 1.500, para algo em torno de 600.

Ao encerrar a reunião, o vereador Astro de Ogum disse não concordar, de maneira alguma,  da forma como o aplicativo está sendo utilizado na cidade.

“Eles não pagam impostos, não respeitam as leis. A Câmara foi correta quando proibiu o serviço na capital e a Justiça agiu com extrema visão, quando manteve a nossa decisão. Defendo um pacto, envolvendo todos nós e a Prefeitura, através da SMTT, para que haja uma regulamentação que seja benéfica para todos os envolvidos, inclusive o usuário, já que temos conhecimento que os preços que eram praticados no início, já não são os mesmos”, afirmou Astro de Ogum.

Ficou acertada  outra reunião, em data a ser definida,  no sentido de que seja encontrada uma solução para o impasse, através de emendas ao projeto do vereador Paulo Vitor.

Lula agenda visita ao Maranhão em setembro

Lula agenda visita ao Maranhão em setembro

Lula agendou visita ao Maranhão no mês de setembro

Condenado pelo juiz Sérgio Moro em um dos processos da operação Lava Jato, mas em primeiro lugar em todas as pesquisas visando às eleições presidenciais, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) estará em São Luís nos dias 05 e 06 de setembro.

A agenda inclui uma visita ao assentamento Cristina Alves do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra-MST, no município de Itapecuru. E no dia 06/09, ele fará um ato político, à noite, em São Luís.

 A visita de Lula à capital maranhense foi definida na segunda-feira 31/07, durante reunião da direção nacional com presidentes estaduais, deputados e principais lideranças do PT nos estados.

Maioria dos deputados do Maranhão rejeitam denúncia contra Temer por corrupção; Confira a lista

Maioria dos deputados do Maranhão rejeitam denúncia contra Temer por corrupção; Confira a lista

 

A maioria da bancada federal do Maranhão rejeitou a denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB), apresentada pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot.

Com um placar de 11 votos favoráveis ao arquivamento da denúncia e 7 votos contra, os deputados maranhenses nem se incomodaram com o recente levamento em que mais de 80% da população brasileira mostrou-se favorável ao acolhimento da denúncia contra Temer, por entender que a denúncia é grave e precisava ser investigada.

Veja abaixo votaram os nossos deputados federais:

A favor de Temer: Hildo Rocha – PMDB, Júnior Marreca – PEN, Aluísio Mendes – PODEMOS, André Fufuca – PP, Cléber Verde – PRB, Sarney Filho – PV, Victor Mendes – PSD, João Marcelo – PMDB, Juscelino Filho – DEM, Pedro Fernandes – PTB e Zé Reinaldo Tavares – PSB.

Contra Temer: Waldir Maranhão – PP, Eliziane Gama – PPS, Zé Carlos – PTDeoclides Macedo – PDT, Luana Costa – PSB, Rubens Pereira Júnior – PCdoB, Weverton Rocha – PDT.