Browsed by
Autor: Dalvana Mendes

Sou jornalista desde 2011, quando me graduei pela UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo. De 2013 a 2014, atuei como repórter do jornal O Imparcial quando fui premiada pelo TRE-MA com reportagem “Mão de Obra Carcerária: Uma Chance Para Recomeçar”. No mesmo período, fui finalista da categoria impresso do I Prêmio Ararajuba de Jornalismo Ambiental, promovido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão (Sema). Concorri com a matéria "Ilhas ganham energia limpa". Atualmente, sou assessora de Comunicação da Câmara Municipal de São Luís.
Polícia Federal empossa nova superintendente do MA

Polícia Federal empossa nova superintendente do MA

A Delegada Cassandra Ferreira Alves Parazi, assumirá, em solenidade nesta terça-feira (12), o cargo de Superintendente Regional da Polícia Federal do Maranhão. A solenidade acontecerá às 10h, no Auditório do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região.

Atualmente, o cargo é ocupado pelo delegado Alexandre Silva Saraiva.

Sobre Cassandra:

A Delegada Cassandra Ferreira Alves Parazi é natural de Londrina/PR, onde estudou os ensinos fundamental e médio no Colégio Estadual Vicente Rijo e se formou em Bacharel em Direito com prática jurídica com ênfase em Processo Penal e Criminologia pela Universidade Estadual de Londrina.

Ingressou na Polícia Federal no ano de 2002 no cargo de Delegado, com primeira lotação na Superintendência de Polícia Federal em São Paulo. No ano de 2003 foi removida para a Delegacia de Polícia Federal em Maringá, onde permaneceu lotada por aproximadamente cinco anos, período em que se destacou na coordenação e execução de importantes operações policiais das áreas de repressão a crimes fazendários, contra a Previdência Social e contra a Administração Pública.

Em 2008, aderiu e foi contemplada em recrutamento promovido pela Direção de Gestão de Pessoal e foi removida para a Superintendência de Polícia Federal no Acre, onde presidiu diversos Procedimentos Administrativos Disciplinares, acumulando a chefia da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais e contra o Patrimônio Histórico, o que lhe permitiu representar a Polícia Federal em dois eventos internacionais de relevância ambiental à Amazônia realizados nas cidades de Iquitos e Cuzco, no Peru. Na sequência, assumiu a Corregedoria Regional no Acre, onde permaneceu por aproximadamente um ano.

Retornou ao estado natal em 2010, sendo lotada inicialmente no Núcleo de Correições e, na sequência, na então Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros, hoje conhecida como Delegacia de Repressão ao Crime Organizado.

Em 2012, retornou à área de corregedoria, quando assumiu a Corregedoria Regional no Estado do Rio Grande do Norte, cargo que ocupou até início de 2015, quando voltou à Superintendência do Paraná e foi novamente designada como chefe do Núcleo de Correições até receber o honroso convite para assumir a Superintendência Regional do Estado do Maranhão.

Empreiteira investigada pelo MP fatura R$ 3 mi em apenas dois contratos no Maranhão

Empreiteira investigada pelo MP fatura R$ 3 mi em apenas dois contratos no Maranhão

Empresário jovem já é alvo de ações do MP-MA

A empresa IOS Empreendimentos Eirelli-EPP, investigada pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) por Ilegalidades em licitações, tem vários contratos com municípios – entre Prefeituras e Câmaras – no interior do estado, mas apenas em dois deles, fatura mais de R$ 3 milhões. Segundo levantamento , a empreiteira investigada mantem contratos com Barão de Grajaú, Cantanhede, Bela Vista do Maranhão, Governador Eugênio Barros e Lajeado Novo.

No dia 20 de novembro, a IOS Empreendimentos foi alvo de uma Ação Civil Pública por irregularidades em um pregão realizado pela Prefeitura de Cantanhede. Além da empreiteira, também são investigados o prefeito Marco Antônio Sousa; o secretário de Administração e Finanças, Manoel Erivaldo Santos; e o pregoeiro Diógenes Melo.

Na ação, o MP pede a indisponibilidade dos bens dos envolvidos no limite de até R$ 57,8 mil e a anulação do contrato ao pregão nº 001/2017, que culminou na contratação da IOS, pelo valor de R$ 1.501.029,92, para prestar serviços de limpeza no município.  Além desse caso, outros municípios onde a empreiteira atua também podem ser alvos de uma investigação para apurar a existência de um esquema semelhante ao que foi apontado na prefeitura cantanhedense.

Alguns dos contratos firmados no interior pela empresa

De acordo com documentos aos quais tivemos acesso, a IOS Empreendimentos foi contratada em Cantanhede por valor superior às propostas apresentadas pelas outras duas participantes do certame: Engenew Empreendimentos e Construções (R$ 1.484.091,24) e R N França e Costa-ME (R$ 1.443.140,04). Isso causou um prejuízo de R$ 57,8 mil aos cofres do Município e levantou a suspeita de um esquema nas cidades onde a empresa presta serviços.

O blog apura também outras irregularidades envolvendo a empreiteira. Uma delas é a sua situação cadastral, que, segundo consulta no Sistema Integrado de Informações Sobre Operações Interestaduais de Mercadoria e Serviço (Sintegra) consta como ‘Habilitado com Restrição’, e, portanto, possuía algumas restrições para emissão de notas fiscais e, consequentemente, coloca em xeque todos os contratos firmados com o poder público.

Além dos problemas fiscais, a firma também tem uma movimentação de mercadoria suspeita. É que conforme dados do Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas (SACOP), a conta da empresa nunca fecha porque não existe entrada de compra que possa justificar despesas acima R$ 3 milhões. Auditores de órgãos de controle e fiscalização desconfiam de fraude na documentação e não descartam abrir um processo investigativo para apurar as suspeitas.

IOS fica no município de Matões do Norte que virou paraíso fiscal de algumas firmas

O endereço da IOS Empreendimentos, segundo dados disponíveis na Junta Comercial, é a Rua Principal, 160, Centro, em Matões do Norte. A empresa foi registrada no dia 06 de janeiro de 2014, desde então vem faturando altos contratos no interior do estado. Conforme seu quadro societário, a firma é comandada por Luís Guilherme Paiva Dias, sócio administrador.

O empresário Luís Guilherme Dias pode ter que se explicar por uma série de irregularidades. O caso é gravíssimo. Considerada “inidônea”, a IOS foi contrata em várias cidades. Mesmo irregular, a empreiteira está na iminência de fechar novo contrato com mais um município no interior do estado. O problema é que para vencer essas licitações, de acordo com as denúncias, o responsável pela firma teria apresentado uma proposta quase indecente. Mais esta é uma outra história….

Sistema da Sefaz mostra cadastro da empresa com restrição

Se quiser permanecer na política, Eliziane tem que aguardar 2020 para tentar se eleger vereadora

Se quiser permanecer na política, Eliziane tem que aguardar 2020 para tentar se eleger vereadora


Acostumada a almoçar com Jackson Lago e jantar com Roseana Sarney, a deputada federal Eliziane Gama (PPS), que em 2016 foi massacrada nas urnas da capital maranhense ao tentar se eleger para prefeita de São Luís, reuniu blogueiros e jornalistas para lançar mais uma daquelas que o eleitor nunca mais quer ouvir.

Acostumada a não confirmar sentada o que fala em pé, a parlamentar agora botou na cabeça que todos os evangélicos estão com ela na disputada à uma vaga ao senado. Só que ela esqueceu de combinar com os cristãos.

Em seu levanta garfo, a deputada federal Eliziane Gama, disse que sua candidatura ao senado é verdadeira. A deputada afirmou que ela estará na disputa por uma das vagas ao senado mesmo que seu nome não seja um dos pares de candidatos escolhidos e lançados pelo governador Flávio Dino (PCdoB). Mesmo nessa condição ela garantiu que o apoio a reeleição do governador é incondicional.

Sabedora que até a vaga de deputada federal já está ameaçada, Eliziane está jogando para tentar galgar a vaga de vice, já que o governador Flávio Dino jamais deixará de apoiar Weverton Rocha e Zé Reinaldo para o senado. Isso é mais certo, que o resultado de 2+2, que é 4. Tentando de toda forma firmar uma aliança para garantir a palavra de Flávio Dino, como candidata do governo à prefeitura de São Luís, a deputada pode está dando mais um chute fora da linha e ficar sem mandato a partir de 2019.

Sem combinar com os evangélicos, Eliziane faz discurso ridículo. “Eu tenho um partido que é o (PPS), e o presidente nacional é Roberto Freire, que já me deu a total liberdade para apoiar quem eu quiser. Os evangélicos sem exceção, estão todos do meu lado” – decretou Eliziane, que acrescentou ainda, que sempre foi leal a Flávio Dino, e tem certeza que ele vai acatar com muito carinho a sua decisão. Será?

Para se eleger ao senado Eliziane diz o apoio da congregação evangélica que faz parte, a Assembleia de Deus, que tem cerca de 1 milhão de seguidores. Segundo a deputada, somando tudo, o potencial eleitoral dos evangélicos aumenta para 1,3 milhão de pessoas e isso seria suficiente para ser eleita. Só esqueceu de combinar com os evangélicos.

O engraçado na pesquisa Vox Populi divulgada essa semana passada, é que os números para o governo do estado estão errados, segundo os oposicionistas, mas para o senado estão corretos. O nome da deputada aparece em primeiro lugar entre os pré-candidatos que apoiam a reeleição do governador Flávio Dino. Isso atiçou ainda o sonho da deputada rumo ao Senado. Só que seu capital eleitoral não é o mesmo de 2014, quando foi eleita deputada federal.

De acordo com os números da pesquisa, Sarney Filho aparece com 28%. Para a segunda vaga Eliziane Gama e Edison Lobão com 24% e Zé Reinaldo tem 22%. Waldir Maranhão (PTdoB), pontuou 18%; Weverton Rocha (PDT) que cresce como rabo de cavalo, somou 16%; e Márcio Jardim (PT), que foi expulso do governo, aparece com 9%.

Por João Filho

Marcelo Poeta diz que trabalho de Eduardo Braide por São Luís é “zero”

Marcelo Poeta diz que trabalho de Eduardo Braide por São Luís é “zero”

 Vereador Marcelo Poeta

O vereador Marcelo Poeta (PCdoB) desafiou o deputado Eduardo Braide (PMN) que, segundo ele, só sabe apenas criticar o governo Flavio Dino (PCdoB), a divulgar um trabalho realizado na capital maranhense. Em discurso durante a sessão, essa semana na Câmara de São Luís, Poeta enalteceu ações e projetos de vários colegas de plenário e destacou a atuação do deputado, na prática, é ‘zero’.

“Assim como acontece na Câmara, os deputados também andam falando aquilo que querem do governo do estado. E aqui, faço um desafio. Eu não conheço, por exemplo, um trabalho de Eduardo Braide em São Luís? Conheço dos vereadores Chaguinhas, no São Cristóvão; Beto Castro, no Bairro de Fátima; Fátima Araújo, no João de Deus; Cezar Bombeiro, na Liberdade; mas do deputado Eduardo Braide eu não conheço nenhum trabalho. Ele é zero”, declarou o parlamentar ludovicense.

Marcelo Poeta lamentou a fata de ações de alguns críticos do governador e afirmou que para se criticar alguma coisa, é preciso, antes de tudo, mostrar algo ou apontar os caminhos.

“Não foi um crime político e nem de pistolagem”, afirma Jeferson Portela

“Não foi um crime político e nem de pistolagem”, afirma Jeferson Portela

Apesar de parte da imprensa, da mídia e de parlamentares de oposição ao governo Flávio Dino (PCdoB) terem associado, inicialmente, que o assassinato do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Souza, o “Nenzim”, teria conotações políticas e de pistolagem, o secretário de estado de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, negou as duas ilações, em entrevista concedida à TV Mirante (sic).

“Não foi nenhuma das duas situações. Podemos afirmar isso… Com base na eficiência inicial da investigação, na preservação do local do crime, na análise pericial feita imediatamente, no exame médico feito sobre o corpo da vítima e na perícia feita tanto no local do crime quanto nos objetos relacionados ao crime”.

As declarações do titular da Secretaria de Segurança derrubam por terra toda e qualquer tentativa de politização do caso, em ano pré-eleitoral no Maranhão, que tem como principal suspeito o filho do ex-prefeito, Mariano Júnior, mais conhecido por “Júnior do Nenzim”, que está preso, acusado de mandar matar o próprio pai, com o apoio de dois outros comparsas.

Atingido por tiros, Nenzim morre em hospital de Presidente Dutra

Atingido por tiros, Nenzim morre em hospital de Presidente Dutra

O ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim, de Barra do Corda, morreu na manhã desta quarta-feira, no Hospital de Emergência de Presidente Dutra.

Ele foi vítima de um atentado a bala logo nas primeiras horas desta quarta-feira, na cidade onde morava.

Alvejado com pelo menos um tiro na região do pescoço, o político chegou em estado grave à cidade vizinha, não resistiu e faleceu.

Nenzim era pai do deputado estadual Rigo Teles (PV) e de Pedro Teles – este recentemente condenado pelo assassinato de um trabalhador rural, crime ocorrido em 1997.

No momento do crime, ele estava com um terceiro filho, Júnior do Nenzim, que foi candidato a prefeito da cidade em 2016. As primeiras informações davam conta de que o ex-prefeito estaria numa caminhada quando foi alvejado.

Na verdade, ele estava numa caminhonete com o filho e pediu que este parasse para que ele pudesse urinar.

Nenzim foi prefeito de Barra do Corda por três vezes, tendo deixado o último mandato em 2012.

Por Previdência, governo planeja verba extra a deputados

Por Previdência, governo planeja verba extra a deputados

No esforço para convencer a base aliada a aprovar a reforma da Previdência, o governo do presidente Michel Temer articula com lideranças partidárias do Congresso uma “verba extra” nos recursos previstos para serem usados pelos parlamentares por meio de emendas individuais em 2018, ano de eleiçõesgerais.

O “combo” nas emendas foi discutido em reunião feita por Temer com dirigentes de partidos aliados no domingo, segundo relato do presidente do PTB, Roberto Jefferson. Temer apoiou a iniciativa no encontro, disse Jefferson. Outras duas fontes confirmaram as tratativas de bastidor para aprovar o incremento desses repasses.

Historicamente, as emendas parlamentares individuais são importantes instrumentos de atuação política de deputados e senadores. Eles destinam esses recursos para atender suas bases eleitorais com obras e outras ações.

Pelas negociações em curso, de acordo com as fontes, a intenção é elevar o valor das emendas individuais do Orçamento de 2018, atualmente previsto em 14,7 milhões de reais, para cada um dos 594 parlamentares. Jefferson disse que, segundo o que foi discutido na reunião de domingo, a tendência majoritária é que o incremento nas emendas seja de 20 milhões de reais.

Verba

Em números globais, o valor previsto para ser gasto em emendas subiria no próximo ano de 8,7 bilhões de reais para 20,6 bilhões de reais, caso essa proposta de um acréscimo de 20 milhões de reais se concretize. Esse valor de elevação da emenda, contudo, não está fechado e ainda está sendo discutido por parlamentares e integrantes do governo, disse o presidente do PTB.

Matinhenses denunciam descaso do casal Linielda e Eldo

Matinhenses denunciam descaso do casal Linielda e Eldo

 

Casal comunista: Eldo Jorge (prefeito de fato) e Linielda.

Moradores do município de Matinha, na região da Baixada Maranhense, voltaram a denunciar o descaso da atual prefeita, Linielda de Eldo (PC do B), em vários setores da administração pública.

A avalanche de críticas pode ser constatada nas redes sociais, canal utilizado pelos matinhenses para criticar a comunista e o seu marido, Eldo Jorge Everton Cunha, que exerce o cargo de secretário municipal de Infraestrutura, Cidade e Transporte e que detém, de fato, o comando da prefeitura.

As denúncias vão desde as péssimas condições nas quais se encontram o Mercado Municipal, conhecido como Mercado do Povo, até problemas relacionados aos setores da educação, limpeza pública e saúde; além da demissão de servidores contratados.

Linielda foi candidata a prefeita, ano passado, em substituição ao próprio Eldo, também filiado ao PC do B e que ainda enfrenta problemas na Justiça Eleitoral.

A mudança prometida pelo casal comunista, como se percebe, nem de longe se estabeleceu em Matinha.

Abaixo, veja alguns relatos.

CNJ abre investigação contra desembargadoras Nelma Sarney e Cleonice Freire por venda de sentenças

CNJ abre investigação contra desembargadoras Nelma Sarney e Cleonice Freire por venda de sentenças

Nelma e Cleonice serão investigadas por tentar salvar Zé Vieira

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu abrir investigação contra as desembargadoras Nelma Sarney e Cleonice Freire, do Tribunal de Justiça (TJ) do Maranhão, por supostas vendas de sentenças no âmbito do ‘Caso Zé Vieira’, em que o prefeito eleito de Bacabal, José Vieira Lins (PP), tem sua posse contestada, mesmo tendo vencido as eleições municipais de 2016.

A denúncia contra as magistradas foi apresentada ao conselho pelo presidente da Câmara Municipal de Bacabal, vereador Edvan Brandão de Farias (PSC) por meio de uma Reclamação Disciplinar.

De acordo com a reclamação, as desembargadoras praticaram “sucessivos atos processuais” (decisões), na condição de desembargadoras plantonistas, mas fora do horário do plantão judicial, “claramen cteom o intuito de afastar, estranhamente, a competência do relator do caso, desembargador José de Ribamar Castro”. O relator proferiu decisões favoráveis ao afastamento de Zé Vieira, enquanto as decisões das magistradas foram pela manutenção do pepista no cargo.

A Reclamação Disciplinar conclui com o pedido para que seja determinado pelo CNJ, “liminarmente, o afastamento parcial das desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão Cleonice Silva Freire e Nelma Celeste Souza Silva Sarney Costa de suas funções, de modo a se absterem de atuar em qualquer incidente processual relativo à matéria”.

O ministro João Otávio de Noronha, corregedor nacional de Justiça, negou o pedido de liminar no último dia 22, mas determinou a abertura de investigações “a fim de se aferir eventual violação dos deveres funcionais” por parte das desembargadoras. Nelma e Cleonice tem 30 dias para se manifestar.

Zé Reinaldo é liberado pelo PSB e será candidato ao Senado pelo DEM

Zé Reinaldo é liberado pelo PSB e será candidato ao Senado pelo DEM

O deputado federal maranhense José Reinaldo Tavares recebeu autorização da cúpula do PSB para deixar o partido.

Até o último momento, o presidente da legenda, o pernambucano Carlos Siqueira, tentou demovê-lo da decisão de sair. Foi oferecido o comando da legenda no Maranhão, mas Reinaldo não quis. Já estava apalavrado com o DEM.

Deverá se filiar ao partido de Rodrigo Maia ainda neste começo de dezembro. Será candidato ao Senado.

Outros deputados revoltados com os rumos do PSB não deverão ter a mesma facilidade para dar adeus à sigla.

(Com coluna Expresso, da Época)