Genival Alves denuncia contaminação da água em bairros da Zona Rural

Genival Alves denuncia contaminação da água em bairros da Zona Rural

Durante discurso no Plenário da Câmara de Vereadores, em São Luís, na última quarta-feira (20), o vereador Genival Alves (PRTB) destacou a denúncia que recebeu de moradores sobre a contaminação da água, localizado na Cidade Nova/ Gapara, zona rural da capital maranhense.

Segundo o vereador, que esteve visitando o local, apresentou aos seus pares na Casa de Leis, uma amostra contaminada daquela água em garrafa Pet.

“Fui procurado por moradores do eixo do Itaqui Bacanga, no Gapara. Lá pude comprovar como se encontra água daquela comunidade, que estava tão suja, vez ou outra a população reclama da cor e do mau cheiro da água,” disse.

Em seguida, Genival afirmou que infelizmente o esgoto é jogado sem qualquer tratamento e comprometendo a saúde pública.

“A rede coletora de esgotos domésticos recolhe o esgoto dos imóveis, dando-lhes destinação adequada, mas não é o que acontece com o esgoto na Cidade Nova/ Gapara e demais bairros de São Luís. O esgoto é jogado sem qualquer tratamento dentro do rio,” afirmou o perretebista.

Além dos impactos no meio ambiente, o destino incorreto de esgoto favorece doenças. A solução para o problema é complexa e passa pela ampliação da rede coletora e de tratamento, fiscalização e planejamento das cidades.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

A Câmara aprovou uma Audiência Pública, da autoria do vereador Genival Alves, para discutir sobre a instalação e ampliação das redes de esgotos, além da implantação de três Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) no município de São Luís.

O parlamentar ressaltou que é preciso garantir os direitos dos moradores da zona rural e urbana previstos na Constituição Federal.

“O objetivo da proposta é garantir em lei um serviço que já faz parte das ações do município, mas que não está sendo executado como deveria. Mas a ideia é envolver toda a bancada dos deputados federais, deputados estaduais, vereadores de São Luís, para que juntos possamos aprovar políticas públicas voltado ao saneamento básico”, explicou.

Na audiência pública será proposto um levantamento sobre as áreas sem tratamento de esgoto de São Luís. Ainda segundo o vereador, a população e órgãos competentes serão convidados para ampliar a discussão sobre o assunto da forma mais democrática. “Vamos levar ao debate um assunto que é um dos grandes entraves para o desenvolvimento de nossa cidade”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *