TCU detecta desvios de quase R$ 1 milhão no Coren-MA

TCU detecta desvios de quase R$ 1 milhão no Coren-MA

 

O Tribunal de Contas da União (TCU) apurou, nos últimos 4 anos, o desvio de quase R$ 1 milhão nas contas do Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão (Coren-MA). O BLOG DA DALVANA MENDES teve acesso exclusivo ao relatório preliminar de auditoria realizada pelo órgão de fiscalização e observou que a maioria dos desvios estão relacionados a processos de pagamentos de diárias, jetons e auxílios-representação, além de contratos celebrados pelo Coren-MA.

De acordo com o documento assinado pelo ministro Weder de Oliveira, a auditoria foi realizada no período de 23 de janeiro a 7 de abril de 2017 para apurar possíveis irregularidades na entidade que representa a enfermagem maranhense. O pedido para auditar as contas da instituição foi requerido ao TCU pelo deputado federal Hildo Rocha, que pediu a realização de fiscalização nas contas da senhora Célia Maria Santos Rezende, ex-presidente do Coren/MA, nos exercícios de 2012, 2013 e 2014. O senhor Manoel Carlos Neri da Silva, presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), gestões 2007-2012 e 2015-2018.

O relatório destaca que as informações e documentos solicitados foram apresentados de forma precária, sendo que em muitos casos não foi apresentada documentação alguma. Como exemplo do problema, para o exercício de 2013 não foram apresentados os processos relativos à concessão de diárias, sob a alegação de que não foram encontrados. “Essas falhas na apresentação das informações requisitadas prejudicaram as análises da equipe de auditoria”, destaca trecho do documento.

O maior débito é com contratos celebrados pelo Coren-MA, estimado em R$ 528.488,97. Sobre o assunto, a auditoria apontou que a dívida é relativa à falta de comprovação de pagamentos realizados, conforme documento em anexo.

Há situação irregular até nos processos de pagamentos de diárias, jetons e auxílios-representação. Neste ponto, a fiscalização constatou um débito total de R$ 318.255,73, dividido da seguinte forma: diárias: R$ 158.458,29; jetons: R$ 75.575,44; e auxílios-representação: R$ 84.222,00.

A soma dos contratos celebrados com pagamentos de diárias, jetons e auxílios-representação os fiscais apontaram um rombo de R$ 846.744,70.

Djayna Serra Nunes, enfermeira fiscal

IRREGULARIDADE PERSISTENTE

O relatório do TCU que apontou irregularidades na gestão da ex-presidente Célia Maria Santos Rezende no Coren/MA teria tido continuidade na atual gestão do presidente Jamson Silva de Oliveira Junior, conforme foi denunciado recentemente pela enfermeira fiscal, Djayna Serra Nunes que afirmou na época da denúncia que a atual diretoria “está sangrando o órgão, trazendo prejuízo irreparáveis”. Uma das irregularidades apontadas pela enfermeira fiscal diz respeito a processos de pagamentos de diárias, jetons e auxílios-representação, mas esses detalhes vamos mostrar na próxima matéria da série “Sangrando o Coração da Enfermagem”. Aguardem!

OUTRO LADO

A reportagem do blog procurou a assessoria de comunicação do Coren-MA e aguarda um posicionamento oficial da entidade em relação às denúncias e ao relatório de auditoria do TCU.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *