Em entrevista exclusiva, Márcio Coutinho fala dos rumos do PRTB no Maranhão

Em entrevista exclusiva, Márcio Coutinho fala dos rumos do PRTB no Maranhão

 

O advogado e presidente regional do PRTB, ainda opinou sobre diversos assuntos como eleição majoritária, maior bancada de vereadores em São Luís, candidatura a câmara federal, entre outros.

 No comando do partido desde de 2016, o advogado Márcio Coutinho tem se destacado no meio político por sua habilidade em costurar alianças e remodelar o PRTB, até então, era visto como partido de aluguel.  Dentre as façanhas que tem projetado a legenda no estado, foi nas eleições de 2016, onde o partdo conseguiu eleger 52 vereadores no estado, sendo dois deles, Genival Alves e Silvino Abreu, em São Luís.

O desempenho PRTB fez o dirigente estadual receber um Diploma de Honra ao Mérito, uma homenagem em reconhecimento ao trabalho prestado. O presidente e pré-candidato a deputado federal, abriu seu gabinete para receber a reportagem do blog da “DALVANA MENDES” e conceder uma entrevista. A conversa durou cerca de uma hora, e Coutinho expôs diversos pontos sobre o rumo da legenda que busca alcançar voos mais altos nas eleições 2018.

 

Blog Dalvana Mendes (DM):  Terminou o prazo de filiação, qual a sua avaliação sobre o quadro de filiados do PRTB?

Márcio Coutinho (MC): Muito positiva, superamos nossas expectativas. Hoje temos um quadro de pré-candidatos forte, amplo e homogêneo. São dezenas de pré-candidatos, entre eles, cinco vereadores de São Luís, e relevantes líderes regionais em importantes cidades.

DM – O PRTB tem alcançado diversos nomes importantes da política, você poderia citar alguns, quais cidades?

Olha, para citar alguns: Karina Keise – Barreirinhas; Leonardo Sá – Pinheiro; Felipe Carvalho – Santa Inês, Bedéu – Buriticupu; Catraca – Grajaú; Ródson – Viana; Jacobe Almeida – Timon; Zanoni – Imperatriz… isso entre dezenas de outros nomes importantes.

DM – Com os cinco vereadores de São Luís, o PRTB será a maior bancada na Câmara de São Luís. Como o senhor avalia isso?

MC Como muita alegria. O nosso PRTB já tem a maior bancada na Câmara de São Luís. E olha, Dalva, não é só quantidade, veja a qualidade dos nomes: Genival Alves; Silvino Abreu; Dr. Gutemberg; Ricardo Diniz; Marcial Lima. Isso é o que nos orgulha mais.

DM – Você é pré-candidato a deputado federal. Segundo informações, todos já declararam apoio a sua candidatura. Como você avalia esta conquista?

MC Sem dúvida. Uma grande conquista embasada na identificação de ideários, no diálogo franco e no compromisso em fazermos, juntos, a boa e correta política, de discussão democrática, de visão de futuro, de compromisso com o Maranhão e, principalmente, no entendimento de que o político existe para servir e não ser servido, de que o bem comum deve ser o norte de nossas ações de que a vaidade do mandato deve dar lugar a efetividade do mandato.

DM – Sobre “o político existe para servir e não ser servido”, como assim?

MC O mandato parlamentar ou executivo não deve ser exercido com personalismo, com o ego sob o comando. É preciso efetividade, assim entendida como produtividade, como resultado prático no trabalho parlamentar, sobretudo, na percepção de que o mandato é uma delegação de representatividade popular e, como tal, deve ser exercido com a visão e interesse do eleitor e não do eleito.

DM – Sobre à filiação que aconteceu recentemente o senhor, em seu facebook, falou em ataque especulativo.

MC Sim. Nem todos jogam o jogo democrático com ética e correção. O nosso PRTB se organizou, com muito trabalho e seriedade, como um grande partido no Maranhão, já somos protagonistas na Câmara Municipal de São Luís e teremos, certamente, ainda mais relevância política no estado com as eleições dos nossos deputados. Isso sem, atualmente, nenhum mandatário na Câmara Federal e na Assembleia do Estado, sem recursos do fundo partidário, sem recursos do fundo eleitoral, sem a força atrativa dos governos, federal, estadual e municipais. Olha, essa foi a nossa grande vitória, construir um belo e forte quadro de candidatos sem esses apelos de atração que mencionei, contrariando a lógica superada de alguns que ainda pensam a política como dantes.

DM – O senhor poderia citar nomes?

MC Me permita não citar nomes, até porque considero ser necessário continuarmos a nossa trajetória, olhando para frente, com muita fé e boa vontade. E humildade. E aí vai um último comentário sobre esse assunto: alguns confundem humildade com fraqueza. Não. Reconhecemos nossas limitações materiais e políticas, somos conscientes da força do mandato

e do recurso econômico, do poder de influência de alguns líderes políticos … porém nunca nos afastaremos de nossas convicções, de nossos valores, princípios e propósitos.

DM – Para finalizar, quem o PRTB vai apoiar para o governo do estado?

MC (risos) …Isso todo mundo quer saber, inclusive eu (risos). Vamos aguardar, as convenções ainda estão distantes e vamos pautar nossa decisão, prioritariamente, conforme a coligação para deputado federal. Isto é, a melhor coligação para federal será determinante para a escolha dos nossos candidatos majoritários.

DM – Qual seria a melhor coligação?

MC Aquela onde nossos candidatos a deputado federal, e aí eu me incluo, possam concorrer em igualdade de condições. Não é coerente eu buscar, há meses, a chapa de deputados estaduais mais homogênea possível e me lançar candidato numa coligação com candidatos tão díspares e fortemente posicionados por várias outras razões. Tenho uma missão do presidente nacional, conseguir o máximo de votos para deputado federal (em razão da cláusula de barreira) e apenas num ambiente favorável, dentro da coligação, conseguirei atingir essa meta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *