Jefferson Portela confirma participação de mais agentes envolvidos em crimes de contrabando

Jefferson Portela confirma participação de mais agentes envolvidos em crimes de contrabando

Segundo informações divulgadas pelo jornal O Imparcial nesta quinta-feira (01), Jefferson Portela afirmou já ter “certeza do envolvimento de agentes públicos nos crimes praticados pela organização criminosa presa no povoado Arraial, no distrito de Quebra-Pote”. A declaração foi feita após o interrogatório do advogado Ricardo Jefferson Muniz Bello, que estava no carro do delegado Tiago Bardal na noite da operação.

Segundo a SSP, o advogado contou uma versão diferente de Bardal durante o interrogatório realizado por quatro delegados e três promotores de justiça por quase quatro horas. Ricardo teria dito que eles estavam no local para falar com um cliente de alta periculosidade sobre drogas, mas por medidas de segurança o nome do cliente não pôde ser revelado.

A SSP também informou acreditar que o advogado possui ligações com um dos chefes da quadrilha, e que era essencial identificar quem estava com Bardal no carro na noite da operação.

Entenda

Nas últimas duas semanas, a Polícia Militar do Maranhão e o Secretário de Segurança Pública (SSP) Jefferson Portela comandaram uma operação que desarticulou um grupo suspeito de contrabando de armamento, bebidas e cigarros, prendeu dez militares suspeitos de formação de milícia e ainda resultou na exoneração do Delegado Tiago Bardal, na época titular da Superintendência Especial de Investigações Criminais (Seic), suspeito de participação da quadrilha e encontrado transitando pela região da operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *