Delegado Tiago Bardal é exonerado da Seic após operação da polícia

Delegado Tiago Bardal é exonerado da Seic após operação da polícia

Suspeito de integrar uma grande organização criminosa no Maranhão, o delegado Tiago Bardal, então titular da Superintendência Especial de Investigações Criminais (Seic), foi exonerado do cargo, conforme anúncio dado pelo secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela, durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (22).

Segundo as investigações, o grupo preso pela polícia estaria transportando e fazendo segurança de mercadoria contrabandeada, como drogas, armas e munições oriundas do Suriname em um sítio na localidade Arraial, no bairro Quebra Pote. Bardal foi encontrado transitando em um carro pelos arredores do local onde a operação seria realizada.

Além de alegar que estava circulando pela área a trabalho, nenhum indício das ilegalidades foi encontrado em seu carro, o que ocasionou a liberação do delegado. Até o fechamento desta matéria, Tiago Bardal estava aguardando ser notificado para prestar esclarecimento à polícia.

Se manifestando sobre o caso, a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Maranhão (ADEPOL MA) emitiu uma nota na noite desta quinta (22) que informava que “lamentavelmente seu envolvimento [de Bardal] foi dado como certo em graves delitos que ainda estão sendo apurados” e que acompanhará os resultados das investigações.

A AÇÃO

A operação articulada foi iniciada na noite de quarta-feira (21) pelo Secretário de Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela e pelo comandante geral da Polícia Militar no Maranhão, o coronel Frederico Pereira, e prendeu dez militares suspeitos de formação de milícia, entre eles três policiais militares e sete policiais civis. No local, foi encontrada uma quantidade grande de armamento, várias caixas de bebidas destiladas e cigarros. Os policiais presos foram encaminhados para a Superintendência Estadual de Prevenção e Combate a Corrupção (SECCOR), localizada no São Francisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *