Delegação americana virá ao Brasil e visitará o Centro de Lançamento de Alcântara

Delegação americana virá ao Brasil e visitará o Centro de Lançamento de Alcântara

Com o objetivo de explorar uma possível parceria entre Brasil-Estados Unidos na área espacial, uma delegação de empresas norte-americanas desembarcará no país no dia 12 de dezembro. O grupo — formado por representantes da Boeing, Lockheed Martin, SpaceX e Vector — passará por cidades como São José dos Campos em São Paulo, Brasília e São Luís, no Maranhão.
Em São José dos Campos, os gestores irão se reunir com representantes da indústria espacial brasileira, visitarão o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Já na capital federal, as reuniões serão com autoridades do Executivo e do Congresso Nacional. No Maranhão, o grupo conhecerá o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

Convidado pelos americanos para palestrar sobre a relação espacial entre os dois países, o deputado federal José Reinaldo Tavares, que preside a Frente Parlamentar para Modernização do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), explica que sua meta é mostrar que o programa brasileiro se torna cada vez mais viável e necessário.
“Fui o único parlamentar convidado para falar sobre as possibilidades de Alcântara como centro espacial brasileiro e quero mostrar que essa é uma oportunidade imensa para o país. O futuro do programa espacial brasileiro está em Alcântara. Já confirmei a minha presença e estou muito feliz com o convite”, disse ele completando que a delegação também visitará a Universidade Federal do Maranhão (UFMA).
Os empresários americanos também têm como objetivos: conhecer as principais instalações dos órgãos que gerenciam o programa espacial brasileiro, ter uma visão geral dos programas civis e estratégicos que oferecem oportunidades de negócios para as empresas dos EUA e conectar os executivos da indústria espacial dos EUA com seus homólogos brasileiros para explorar potenciais parcerias em projetos espaciais conjuntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *