MPF reprova contas do PV por contas irregularidades

MPF reprova contas do PV por contas irregularidades


Adriano Sarney é economista e administrador

 

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça Eleitoral a reprovação das contas do PV maranhense por irregularidades referentes a 2013 e 2014, ano em que o partido elegeu os deputados Hemeterio Weba, Edilázio Júnior Adriano Sarney, para a Assembleia; e Sarney Filho, para a Câmara Federal.

O pedido se baseia em “falhas que comprometem a regularidade das contas, impedindo o efetivo controle destas pela Justiça Eleitoral”. Essas falhas, segundo o órgão ministerial, causaram a reprovação das contas do partido.
A Justiça Eleitoral acolheu os pedidos formulados pelo MPF e determinou a suspensão do repasse de novas cotas do Fundo Partidário por quatro meses e a devolução dos recursos do Fundo que não tiveram sua aplicação comprovada por meio de prestação de contas.

A reprovação deixa a bancada verde envergonhada, mas desmoraliza principalmente um dos parlamentares da legenda: Adriano  Sarney que é economista e administrador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *