Browsed by
Mês: junho 2017

Esquema que causou perdas de R$ 200 milhões aos cofres da prefeitura pode ter ligação com máfia fiscal

Esquema que causou perdas de R$ 200 milhões aos cofres da prefeitura pode ter ligação com máfia fiscal

Evasão de receitas na Semfaz é o maior escândalo de corrupção no governo Edivaldo

O esquema de evasão de receitas, descoberto por meio de “baixas-indevidas” de débitos tributários de empresas ligadas ao secretário Lula Filho, além de ter causado perdas aos cofres do município que ultrapassam os R$ 200 milhões, pode ter ligação com outra organização que foi investigada pela Operação Simulacro em outubro de 2016: a máfia fiscal que desviou quase R$ 1 bilhão dos cofres públicos do Estado.

A sonegação fiscal no município há tempo é algo certo e sabido. Um crime flagrante que, até então ocultava nomes, cifras, e dimensões, mas que veio à tona essa semana, depois do vazamento de documentos apontando o principal secretário do prefeito Edivaldo Holanda Júnior como um dos beneficiários do suposto esquema já que, segundo as denúncias, duas empresas ligadas a ele tiveram dividas “baixadas” do sistema de arrecadação fiscal da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017.

O BLOG DA DALVANA MENDES apurou que o esquema de corrupção, sonegação de impostos e outros crimes envolve não apenas o titular da Secretaria Municipal de Governo (Semgov), como também o ex-titular da Semfaz, Raimundo Rodrigues, exonerado em novembro do ano passado, além das duas empresas responsáveis pela terceirização do sigilo fiscal e que são alvos da investigação do Ministério Público do Estado do Maranhão (MPMA), conforme relatório em anexo.

Prefeitura de São Luís virou refúgio da máfia fiscal

De acordo com as denúncias, os envolvidos no esquema fraudulento teriam manipulado o sistema tributário para diminuir ou até mesmo cancelar créditos fiscais, fraudando o município, beneficiando empresas envolvidas no esquema e provocando a evasão de receitas.

Segundo as informações, Raimundo Rodrigues foi nomeado pelo prefeito Edivaldo Júnior, em abril de 2014, para comandar a Secretaria Municipal de Fazenda. Desde então, a pasta virou uma espécie de refúgio da máfia fiscal, organização criminosa que já era suspeita de atuar dentro da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), pasta do Governo do Estado da qual o próprio Rodrigues foi ex-diretor da Célula de Gestão da Ação Fiscal.

DOCUMENTO
Baixe aqui a denúncia contra os envolvidos responsáveis pelo sistema tributário da prefeitura

Pouco mais de dois meses após sua nomeação no cargo, a Comissão Permanente de Licitação (CCL) da Prefeitura de São Luís iniciou dois processos de licitação para contratação de empresa especializada “no fornecimento, implantação e customização de Sistema de Administração Tributária Integrado”. As vencedoras foram a Linuxell Informática e Serviços Ltda e o Centro de Tecnologia Avançada (CTA), como mostra extratos abaixo.

 

Mesmo citadas nas investigações da Operação Simulacro, tanto a Linuxell quanto a CTA, não tiveram seus contratos cancelados pelo prefeito Edivaldo e continuaram operando a gestão dos tributos arrecadados pelo município.

Embora não tenha tomado nenhuma posição em relação as suspeitas envolvendo as empresas responsáveis pela terceirização do sigilo fiscal e ao secretário Lula Filho, o blog apurou que a gravidade do caso provocou apenas a demissão de dois funcionários por suspeitas de vazamentos dos documentos: um que estava lotado na Semfaz e outro que trabalhava no Centro de Tecnologia Avançada (CTA). Além disso, outra medida tomada pelo chefe do executivo municipal para evitar um desgaste maior ao governo, foi a antecipação das férias de seu auxiliar número 1.

Escândalo veio à tona depois das “baixas-indevidas” de débitos de empresas ligadas a Lula Filho

VEJA TAMBÉM:
Denúncia contra Lula Filho gera demissão e revela sonegação de R$ 200 milhões na Semfaz

Prefeitura dispensa licitação e contrata por R$ 80 mil entidade presidida por Lula Filho

Débitos tributários de empresas ligadas a secretário ‘desaparecem’ da Semfaz

Câmara denuncia ao MP terceirização de sigilo fiscal na Semfaz

 

OS INVESTIGADOS PELA OPERAÇÃO SIMULACRO

RAIMUNDO RODRIGUES

• Ex-titular da Secretaria Municipal de Fazenda (SEMFAZ), de abril de 2014 a novembro de 2016, depois de ser denunciado criminalmente pelo promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, no caso chamado de “Máfia Fiscal”.

LINUXELL INFORMÁTICA E SERVIÇOS

• Empresa contratada por Raimundo Rodrigues, em 18 de agosto de2014, para prestar serviços de Tecnologia da Informação (TI). Valor do contrato R$ 2,6 milhões.

CENTRO DE TECNOLOGIA AVANÇADA

• Empresa contratada por Raimundo Rodrigues, em 02 de dezembro de 2014, para fornecimento, implantação e customização de um Sistema de Administração Tributária Integrado com cessão de Código Fonte. Valor do contrato R$ 3,5 milhões.

Leia outras notícias em www.dalvanamendes.com. Siga, também, o Blog da Dalvana Mendesno Twitter e Instagram. Você também pode curtir nossa página no Facebook e se inscrever no nosso canal no YouTube. Além disso, você pode enviar informações ao blog pelo telefone (98) 9 9229-5893 ou por meio do WhatsApp  (98) 98784-1834.

Justiça cassa mandatos de prefeito e vice de Barão de Grajaú

Justiça cassa mandatos de prefeito e vice de Barão de Grajaú

Gleydson e Zé Augusto exibindo seus diplomas

Os mandatos do prefeito de Barão de Grajaú, Gleydson Resende da Silva (PCdoB) e do vice-prefeito José Augusto Alves da Silva (PTB), foram cassados pelo juiz da 21ª Zona Eleitoral, David Mourão Guimarães de Morais Meneses. Segundo a ação, proposta pela Coligação “Barão em Primeiro Lugar” (PMDB, PP, PSL, PROS, PSD e PRTB), os mandatos dos políticos foram alcançados com a interferência do abuso do poder econômico e captação ilícita de votos. O juiz eleitoral convocou também nova eleição para esses cargos, cabendo ao Tribunal Regional Eleitoral, a designação da data para o pleito.

A sentença informa ainda que Gleydson Resende e Zé Augusto, como são conhecidos, também ficarão inelegíveis por oito anos, contados da eleição anulada, caso a decisão seja mantida por instância superior ou transitada em julgado.

Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi proposta pela coligação de Claudimê no dia 10 de setembro de 2016

Em despacho publicado na última quarta-feira (28), o magistrado observou, no entanto, que, em razão da necessidade de manutenção dos serviços públicos à população, o prefeito e vice cassados poderão continuar exercendo seus mandatos até a confirmação por órgão colegiado ou trânsito em julgado da sentença, conforme determina a legislação eleitoral.

A ação de investigação judicial eleitoral foi proposta pela coligação de Claudimê Araújo Lima (PMDB), que foi a segunda colocada nas eleições, no dia 10 de setembro de 2016. Essa ação tramita em segredo de justiça e encontra-se em prazo recursal.

Trecho do despacho do magistrado publicado no último dia 28

Leia outras notícias em www.dalvanamendes.com. Siga, também, o Blog da Dalvana Mendesno Twitter e Instagram. Você também pode curtir nossa página no Facebook e se inscrever no nosso canal no YouTube. Além disso, você pode enviar informações ao blog pelo telefone (98) 9 9229-5893 ou por meio do WhatsApp  (98) 98784-1834.

Cyrela pagará R$ 5 mil a cada morador do Jardim de Toscana

Cyrela pagará R$ 5 mil a cada morador do Jardim de Toscana

A construtora Cyrela aceitou uma proposta dos moradores do Jardim de Toscana, intermediada pelo Ministério Público, e vai pagar R$ 5 mil por cada unidade habitacional do condomíno a título de ressarcimento de gastos decorrentes de mudança e de alugueis.

O habitacional foi interditado pelo Corpo de Bombeiros no dia 27 de junho e no dia seguinte o “Habite-se” foi suspenso pela Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo (Semurh).

Os moradores têm até cinco dias para evacuar o local – que corre o risco até de explosão .

VEJA TAMBÉM

Condominio Jardim de Toscana tem  risco de explosão

Além desse valor, a empresa pagará diárias de R$ 65 até o dia 2 de julho – retroativas ao dia 27 de julho. Os pagamentos devem ser feitos até três dias após o envio de uma relação de condôminos.

Ainda de acordo com o termo assinado pela promtora Lítia Cavalcanti, da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, caso as obras de reparos no condomínio ultrapassem 30 dias, a Cyrela pagará mais R$ 3 mil mensais por cada unidade, até a desinterdição dos prédios.

Marco Aurélio autoriza volta de Aécio ao Senado e nega pedido de prisão

Marco Aurélio autoriza volta de Aécio ao Senado e nega pedido de prisão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello autorizou hoje (30) o senador Aécio Neves (PSDB-MG) a retomar as atividades parlamentares no Senado Federal. Aécio não comparece à Casa desde 18 maio, quando foi afastado pelo ministro Edson Fachin, após a Operação Patmos da Polícia Federal. Na decisão, Marco Aurélio manteve ainda decidão anterior de negar o pedido de prisão preventiva do senador.

No texto, Marco Aurélio, entretanto, proíbe o senador de deixar o país e de fazer contato com outros investigados ou réus no processo.

A Procuradoria Geral da República (PGR) havia pedido a prisão de Aécio, que foi negado por Fachin. Na decisão de hoje, o ministro Marco Aurélio manteve a decisão e descartou a prisão preventiva do parlamentar.

Paralisação: Bancos não funcionam no Maranhão

Paralisação: Bancos não funcionam no Maranhão

Centrais sindicais convocam uma greve geral de trabalhadores para esta sexta-feira (30/6) em um protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência que tramitam no Congresso.

 Por este motivo há interrupção nos serviços bancários de todo o Maranhão . Os trabalhadores decidiram aderir à paralisação geral que acontece em todo o país. Os bancários devem se concentrar principalmente na Praça Deodoro, no centro da cidade, onde farão atos públicos.

Outras categorias também devem se mobilizar. Urbanitários, servidores federais e estaduais, além de professores também devem aderir ao movimento.

Categorias como os professores da rede pública estadual, bancários, vigilantes, petroleiros, motoristas e cobradores de ônibus, metalúrgicos, entre várias outras já confirmaram que vão cruzar os braços durante a manifestação desta sexta. Já os sindicatos que representam a classe empresarial não devem aderir ao movimento.

Denúncia contra Lula Filho gera demissão e revela sonegação de R$ 200 milhões na Semfaz

Denúncia contra Lula Filho gera demissão e revela sonegação de R$ 200 milhões na Semfaz

Possibilidade da abertura de CPI para investigar irregularidades sobre evasão de receitas não está descartada.

 

Após sonegação, Lula Filho vai tirar férias

Documentos que revelaram “baixas-indevidas” de débitos tributários de empresas ligadas ao secretário Lula Filho, do sistema de arrecadação fiscal da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz) causou, essa semana, um reboliço na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), na Câmara Municipal de São Luís e na opinião pública, ao ponto do chefe do executivo pedir que o auxiliar antecipe suas férias para evitar um desgaste maior ao governo.

Segundo as denúncias obtido pelo BLOG DA DALVANA MENDES , as dívidas tributárias “baixadas” –– referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017 –– eram de duas empresas: a Sucesso Assessoria e Marketing Esportivo e o Instituto de Desenvolvimento Profissional e Pessoal – ME. A primeira possuía débitos que variavam entre R$ 1,5 mil à R$ 1,9 mil. Enquanto os débitos da segunda eram entre R$ 8,3 mil à R$ 9,5 mil.

VEJA TAMBÉM:
Prefeitura dispensa licitação e contrata por R$ 80 mil entidade presidida por Lula Filho
Débitos tributários de empresas ligadas a secretário ‘desaparecem’ da Semfaz
Câmara denuncia ao MP terceirização de sigilo fiscal na Semfaz

As denúncias vieram à tona na última segunda-feira (26), mas até o momento o prefeito Edivaldo Júnior não se pronunciou sobre o assunto. Embora não tenha tomado medidas em relação as suspeitas que envolve seu principal secretário, o blog apurou que a gravidade do caso provocou a demissão de dois funcionários por suspeitas de vazamentos dos documentos: um que estava lotado na Semfaz e outro que trabalhava na (CTA) Centro de Tecnologia Avançada, empresa responsável pela terceirização do sigilo fiscal.


ROMBO POR DÍVIDAS NÃO COBRADAS
Os débitos fiscais das duas firmas com a administração pública — da qual o secretário Lula Filho faz parte — estariam somando mais de R$ 10 mil. De acordo com informações obtidas com exclusividade pelo blog, em função dessa denúncia, foi constatado que desde 2012, a terceirização do sigilo fiscal dos contribuintes ludovicenses vem provocando uma sonegação fiscal que ultrapassam os R$ 200 milhões. Isso ocorre, segundo as informações, devido ao fato da empresa que gerencia e controla a arrecadação do ISSQN, exercer atribuições exclusivas da administração pública, como por exemplo, o lançamento, exclusão e inclusão de credito tributário.

CASO REINCIDENTE NA CÂMARA
A denúncia sobre irregularidades na terceirização do sigilo fiscal dos contribuintes ludovicenses não é nova. Em maio de 2014, o ex-vereador Fábio Câmara (PMDB) chegou a protocolar, no Ministério Público do Estado (MPE-MA), uma representação contra o prefeito Edivaldo de Holanda Júnior para impedir que a Prefeitura continue terceirizando serviços de exclusividade de funcionários concursados da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz). Além do prefeito, foram alvos da representação os ex-secretários José Mario Bittencourt e Sueli Bedê; e a empresa Desenvolvimento de Sistemas Fiscais (DSF), que era responsável pela terceirização do sigilo fiscal.

 

Na época, Câmara usou dois dispositivos constitucionais para contestar o contrato e a terceirização do sigilo fiscal dos contribuintes ludovicenses: o Código Tributário Nacional e a própria Constituição Federal.

— O artigo 37 da Constituição determina que as administrações tributárias da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, são atividades essenciais ao fundamento do Estado, devendo ser exercida exclusivamente por servidores de carreira especificas, — diz trecho do documento protocolado na Promotoria da Curadoria de Patrimônio do Estado do Maranhão, órgão vinculado ao Ministério Público.

O tempo passou, e as denúncias envolvendo Lula Filho mostram que o ex-parlamentar peemedebista estava certo ao classificar a terceirização do sigilo fiscal, de “usurpação da função pública”.

 

Escândalo fiscal que sonegação milionária pode motivar abertura de CPI na Câmara

 

CPI PARA INVESTIGAR DENÚNCIAS
Desde o início desta semana, os fortes indícios de irregularidades evolvendo as empresas ligadas ao secretário Lula Filho tem sido um dos assuntos mais discutidos ou comentados pelos vereadores nos bastidores da Câmara de São Luís. A possibilidade da oposição pedir a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as irregularidades sobre evasão de receitas na Secretaria Municipal de Fazenda não vem sendo descartada. Talvez seja esse o motivo pela falta de quórum, ao longo da semana, para realizar as sessões ordinárias na Casa desde que o escândalo veio a público. Os detalhes desse e de outros assuntos que envolvem o secretário iremos abordar na próxima matéria.

Leia outras notícias em www.dalvanamendes.com. Siga, também, o Blog da Dalvana Mendesno Twitter e Instagram. Você também pode curtir nossa página no Facebook e se inscrever no nosso canal no YouTube. Além disso, você pode enviar informações ao blog pelo telefone (98) 9 9229-5893 ou por meio do WhatsApp  (98) 98784-1834.

Senador João Alberto passa bem após sucesso no procedimento de implante de marca-passo

Senador João Alberto passa bem após sucesso no procedimento de implante de marca-passo

O senador João Alberto Souza foi submetido, nessa terça-feira, 27, a um procedimento para a colocação de um marca-passo no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal- ICDF, em Brasília. O senador passa bem, está consciente e vai passar por exames esta manhã.

Segundo o boletim médico divulgado pelo hospital, o parlamentar foi diagnosticado com Bloqueio Átrio Ventricular Total (BAVT) revertido com sucesso com o implante do aparelho.

Leia outras notícias em www.dalvanamendes.com. Siga, também, o Blog da Dalvana Mendesno Twitter e Instagram. Você também pode curtir nossa página no Facebook e se inscrever no nosso canal no YouTube. Além disso, você pode enviar informações ao blog pelo telefone (98) 9 9229-5893 ou por meio do WhatsApp  (98) 98784-1834.

 

Cyrela deve pagar mudança e aluguel de moradores do Jardim de Toscana

Cyrela deve pagar mudança e aluguel de moradores do Jardim de Toscana

A construtora Cyrela deve garantir, em até cinco dias, a mudança e o pagamento de aluguel a todos os moradores do condomínio Jardim de Toscana, em São Luís.

O residencial foi interditado hoje (27) pelo Corpo de Bombeiros e o prazo de cinco dias é o mesmo dado pelas autoridades para que suas seis torres seja desocupadas.

A determinação para que a construtora pague pelos prejuízos financeiros da mudança é do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon-MA).

A interdição do condomínio ocorreu após um pedido do Ministério Público. Já foram feitas oito vistorias no local e, mesmo assim, a construtora não conseguiu cumprir com as exigências de segurança.

“Os prazos não foram cumpridos pela construtora e agora há um risco e os moradores relatam que há um cheiro de gás muito forte. Então há um risco de explosão, isso é obvio! Então no caso a gente vai aguardar os bombeiros e os bombeiros vão dizer o que vão fazer. Interditar e se necessário evacuar a área”, afirmou a promotora Lítia Cavalcanti, em entrevista ao G1 Maranhão.

Em uma das torres, o acesso a uma das áreas comuns foi interditado porque pastilhas começaram a se soltar do revestimento na fachada, o que proporciona risco de acidente. A piscina está interditada há um ano.

Lâmpadas de iluminação subterrânea encharcadas, algumas já estouradas. Além disso, a tubulação da rede elétrica, que, pelas normas técnicas, deveria a passar a uma profundidade de 60 centímetros, parece brotar no gramado.

O condomínio tem seis torres, com 288 apartamentos, onde moram mais de mil pessoas. Cada unidade custou, em média, R$ 420 mil.

Em três anos, o Corpo de Bombeiros realizou oito vistorias, a última feita em abril deste ano. Todas as irregularidades estão reunidas em um relatório extenso, assim como o parecer técnico para cada setor do empreendimento, como problemas elétricos e hidráulicos.

Na noite desta terça-feira os moradores reuniram-se em assembleia e decidiram realizar uma manifestação, amanhã (28), em frente à Prefeitura de São Luís.

Outro lado

Veja a nota da Cyrela sobre o caso.

“A Cyrela não foi intimada de nenhum requerimento judicial formulado pelo Ministério Público para a interdição do Jardim de Toscana. A Empresa nunca se recusou a efetuar as melhorias indicadas pelas Autoridades competentes. Estamos atendendo todas as exigências que foram sendo formuladas ao longo do tempo pelo Corpo de Bombeiros do Estado”

(Com informações do G1 Maranhão)

Leia outras notícias em www.dalvanamendes.com. Siga, também, o Blog da Dalvana Mendesno Twitter e Instagram. Você também pode curtir nossa página no Facebook e se inscrever no nosso canal no YouTube. Além disso, você pode enviar informações ao blog pelo telefone (98) 9 9229-5893 ou por meio do WhatsApp  (98) 98784-1834.

Delegado, policiais e advogado são presos suspeitos de corrupção

Delegado, policiais e advogado são presos suspeitos de corrupção

Delegado Thiago Philipini foi preso por suspeita de corrupção, no Maranhão (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Uma equipe inteira da Polícia Civil e mais um advogado foram presos na manhã desta quarta-feira (28), em Açailândia, distante 550 km de São Luís, por integrarem uma quadrilha que usava a própria delegacia da cidade (1º DP) como local para negociatas, de acordo com o delegado geral de Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Melo. Pelo menos quatro casos estão sendo investigados.

O delegado Thiago Philipini, o investigador Glauber Santos da Costa, a escrivã Sylvia Helena Alves, o carcereiro Mauricélio da Costa Silva e o advogado Eric Nascimento Carosi foram presos preventivamente na própria cidade onde trabalhavam e encaminhados para São Luís no fim desta manhã por meio de um helicóptero policial do Centro Tático Aéreo (CTA).

“Uma investigação conduzida pela Superintendência Estadual de Combate a Corrupção, vinculada à Polícia Civil, teve início a partir de denúncias realizadas no Ministério Público em Açailândia sob a conduta de policiais civis com a participação de um advogado formando uma verdadeira organização criminosa, que buscava desvirtuar todas as obrigações legais que aquela equipe deveria estar praticando”, disse o delegado geral.

De acordo com as investigações, eles negociavam com as pessoas conduzidas à delegacia em vez de iniciarem o procedimento legal. A negociação tinha por objetivo a liberação dos detidos mediante pagamento de propina que variava de acordo com o crime cometido.

“Foram reiteradas situações e algumas já estão formalizadas com provas testemunhais e materiais. O valor exigido pela organização criminosa dependia da gravidade do delito, mas não tem como informar ainda um valor preciso”, declarou o delegado geral.

Em um dos casos, Lawrence Melo revelou que o delegado preso chegou a retirar o que já havia sido inserido no sistema da Polícia Civil, mas as alterações ficaram registradas e serviram para comprovar as ações suspeitas do grupo.

Eles devem responder por concussão (crime praticado por funcionário público que busca vantagens pra si e para outros), corrupção passiva e organização criminosa.

Leia outras notícias em www.dalvanamendes.com. Siga, também, o Blog da Dalvana Mendesno Twitter e Instagram. Você também pode curtir nossa página no Facebook e se inscrever no nosso canal no YouTube. Além disso, você pode enviar informações ao blog pelo telefone (98) 9 9229-5893 ou por meio do WhatsApp  (98) 98784-1834.

Arraiá na Vila se destaca com um dos melhores de São Luís

Arraiá na Vila se destaca com um dos melhores de São Luís

 

A temporada junina em São Luís contou com uma das mais tradicionais festas típicas do município, o Arraiá da Vila. Em 2017, o evento que é uma realização do Centro Social Das Donas de Casa da Vila Luizão de São Luís (Censodoca), chegou a sua 5ª edição e recebeu um público estimado de mais de 14 mil pessoas, durante os três dias de programação.

 

O Arraiá da Vila é uma festa solidária, que é organizado com apoio da Prefeitura de São Luís e do vereador Antônio Marcos Silva, o Marquinhos (DEM), aconteceu nos dias 22,23 e 24 de junho na Avenida João Alberto, Vila Luizão, bairro da grande região Turu, reuniu as melhores atrações da cultura maranhense.

 

Neste ano a festa ficou maior e melhor, tanto na duração, quanto nas atrações. A festança junina contou com todos os ritmos e sotaques do folclore maranhense como: Boi de Morros, Brilho da Ilha, Pirilampo, Nina Rodrigues, Boi de Axixá, Boi da Maioba e Encanto do Olho D’água deram um tom especial ao evento, além, de quadrilhas, cacurias, danças portuguesas, boiadeiro e country.

 

“O saldo do evento não podia ser melhor”, comemorou o vereador Marquinhos. Segundo o parlamentar, o resultado da festa foi muito positivo, tanto pelo grande número de pessoas quanto pelo sucesso obtido pelas pessoas que tiveram oportunidade de ganhar uma renda extra com a venda de comidas típicas.

 

“O clima ajudou, o público compareceu, as pessoas se esmeraram e a atrações agradaram. Só temos a agradecer a comunidade, aos parceiros que nos ajudaram a fazer desta edição uma das melhores da história do Arraiá da Vila”, enfatizou Marquinhos.

 

A alegria era visível no rosto das pessoas que prestigiaram os três dias de festa. A dona Ana Teresa, moradora da Vila Luizão, disse que esperou o ano inteiro para viver esse momento. “Eu espero o ano inteiro para viver esse momento, e não vou para outro lugar, fico aqui, prestigiando o arraial do meu bairro”, declarou.

 

Na opinião do senhor Antônio de Jesus, o Censodoca e o vereador Marquinhos estão de parabéns pelo evento, pois a grande região Turu se sente privilegiada com o esplendor que é o Arraial na Vila.

 

A crítica especializada no segmento elogiou o arraial e parabenizou a iniciativa do vereador Marquinhos em valorizar cultura, apoiando eventos dessa natureza em sua região. Formada por jornalistas, radialistas e promotores culturais, a crítica especializada, elegeu o Arraial na Vila, como um dos melhores da capital maranhense, por sua diversidade, organização, estrutura e participação popular.

“Eu sei a importância da cultura de nossa gente, sei o quanto as brincadeiras lutam para fazerem parte do São João, por isso sempre apoio essa iniciativa”, afirmou Marquinhos ao se referir sobre as brincadeiras folclóricas do estado que abrilhantaram o evento.

 

“Para mim, é um orgulho muito grande apoiar a realização desse evento, um evento que une famílias e proporciona a nossa gente, alegria e a felicidade de contemplar o melhor da nossa cultura: com conforto, segurança, dignidade e respeito a nossa gente”, concluiu o parlamentar.