Batalhão de Polícia Militar da Cidade Operária começa a ser reformado

Batalhão de Polícia Militar da Cidade Operária começa a ser reformado

unnamed-1-2

Localizado em frente à feira da Cidade Operária, em São Luís, o prédio de 8.580 m² que foi abandonado pela gestão anterior, recebeu um investimento por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) de R$1.189.924,03 para iniciar o serviço de reforma e ampliação do 6º Batalhão de Polícia Militar. O prazo de conclusão da obra é de cinco meses.

O 6º BPM é responsável pelo policiamento nos bairros da Cidade Operária, Cidade Olímpica, Jardim América, Santa Clara, Janaina, São Cristóvão, São Bernardo, Vila Brasil, entre outros. Além do policiamento ostensivo já realizado na região, a reforma e ampliação do batalhão vai dar suporte aos militares que trabalham na repartição.

Segundo a planilha de execução, a Sinfra vai construir o muro, fazer pintura interna e externa, urbanização do espaço, colocação de portas, revestimento com piso em pedra ardósia e paredes com lajotas e cerâmica de alta resistência. A obra que emprega 12 pessoas conta também com a instalação de alambrado para quadra poliesportiva (com conjunto para tabela de basquete, traves para futsal), sinalização interna e externa, cobertura com telha de fibrocimento, ar condicionado e hidrante. Ainda serão feitos a pavimentação, forro em placa de pvc, instalação elétrica, telefônica e hidrossanitárias, além de acessórios de combate a incêndio e paisagismo com grama esmeralda. O piso e o reboco serão demolidos e a recuperação da cobertura será com telhas cerâmicas, incluindo a substituição e colocação de nova calha de zinco e peças de madeira e telhas quebradas. O lugar, antes abandonado, será agora um suporte para a segurança da comunidade.

Celso Henrique, 45 anos, mora nas mediações do batalhão. Com a falta de segurança no local, o agente de portaria revela que leva sua esposa todos os dias ao trabalho de motocicleta por causa do medo de que ela seja mais uma vítima de assalto. “Estamos ansiosos pela conclusão da obra que vai garantir mais segurança para a comunidade” completou Henrique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *