Federação de Triathlon do Maranhão realiza encontro em São Luís

Federação de Triathlon do Maranhão realiza encontro em São Luís

 whatsapp-image-2017-04-06-at-16-11-27

A Federação Maranhense de Triathon (FEMATRI) em parceria com o Centro Universitário do Maranhão (CEUMA) realizou na última terça-feira (04) programação para debater as implicações e desenvolvimento do Triathlon em âmbito nacional.

O momento contou com a presença de estudantes do curso de Educação Física da universidade e profissionais da área, além do Presidente da Confederação Brasileira de Triathlon (CBTri), Carlos Alberto Machado Froés e do Presidente da Fematri, Helbert Meneses.

Segundo o Presidente da Fematri, a discussão do tema é relevante, para tornar acessível a prática esportiva do Triathlon em nosso Estado, “o índice de frequentadores ainda é tímida em nossa cidade, mas a federação busca incentivar a prática desse esporte através de cursos e eventos acadêmicos como esse’’, ressaltou Meneses.

Durante a ocasião, o palestrante Carlos Froés explanou sobre a história e o legado olímpico do Triathlon, o surgimento de um novo mercado para os profissionais de Educação Física, o reconhecimento e a valorização de um esporte em constante atualização.

Para a estudante do curso de licenciatura de Educação Física, 5° período, Ludmila Maciel o evento favorece a troca de conhecimento e possibilita a discussão de um novo mercado para o profissional da área, é muito importante eventos como esse para conhecermos o que está sendo discutido em nossa área, e como nós da categoria profissional podemos reinventar o nosso mercado’’, afirmou.

A Fematri tem trabalhado com a fomentação de cursos e organização de provas da modalidade, e buscando parcerias com instituições educacionais e com profissionais pela valorização e visibilidade deste desporto.

COMO SURGIU?

O Triathlon é uma modalidade esportiva que une três esportes sequenciais, são eles, a natação, o ciclismo e a corrida. Surgiu em 1974 em San Diego, nos Estados Unidos e contou com a sua primeira competição em 1978. Foi reconhecida como modalidade olímpica em 2000, nas olimpíadas de Sidney na Austrália. No Brasil, a prática sofreu atualizações e vem sendo discutida por profissionais da área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *