Hilton Gonçalo apresenta proposta do VLT ligando São Luís a Santa Rita ao governador

Hilton Gonçalo apresenta proposta do VLT ligando São Luís a Santa Rita ao governador

20170208_121917-300x169

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), aproveitou o encontro dos gestores da região metropolitana de São Luís com o governador Flávio Dino (PCdoB), para apresentar o seu projeto de interligação entre as cidades de Bacabeira, Santa Rita e São Luís através do VLT.

De acordo com o gestor, o projeto é de extrema importância para a população da região e que fomentaria o desenvolvimento econômico das cidades citadas, afinal o turismo também seria estimulado.

Hilton afirmou “já fiz um estudo e aqui está apresentado ao governador, evidenciando a viabilidade do projeto”, declarou o prefeito de Santa Rita. Após a sua fala, a prefeita de Axixá, Sônia Campos, parabenizou Gonçalo pela iniciativa e pediu para que também fosse vista a viabilidade para levar as linhas férreas até os municípios.

O PROJETO DO VLT SÃO LUÍS/ SANTA RITA

De acordo com o projeto elaborado pelo engenheiro Francisco Soares, o VLT sairia do Tirirical passaria por três estações (Aracanga, Piçarra e Mandubé) ainda dentro de São Luís, ocorreria uma parada no povoado de Periz de Baixo e na sede Bacabeira, finalizando o trajeto em Carema na cidade de Santa Rita.

A proposta de Hilton Gonçalo é estabelecer uma parceria com a prefeitura de São Luís, Santa Rita e Bacabeira além do governo estadual para desenvolver o projeto. Caso não ocorra a cessão do VLT, Hilton revela ter outra estratégia, solicitar junto a VALE e com o apoio da COMEFC, a aquisição de novos vagões.

“É uma obra de alcance social e desenvolvimento econômico de extrema relevância para o estado e essa região. Além de atender a população rural de São Luís e os moradores de Bacabeira e Santa Rita, a linha poderia ser utilizada por turistas, uma vez que a primeira estação ficaria próximo ao aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado e uma das paradas fica na entrada da BR-402 que vai até o município de Barreirinhas”, argumentou.

Hilton Gonçalo afirma que o projeto aponta a capacidade de atender até 400 passageiros por hora no trecho estabelecido e esse seria o tempo estimado da viagem SLZ-CAREMA, uma vez que a velocidade média do VLT é de 40 km/h, podendo chegar  a 100 km/h nas vias bem alinhadas. Hoje a velocidade média operacional do transporte de passageiros no trecho entre Santa Rita e  São Luís é de 12 km/h.

Para alcançar o objetivo de implantar o VLT, o prefeito de Santa Rita explica os passos que devem ser dados: acompanhar o projeto de criação da lei estadual do Sistema de Transporte Ferroviário de Passageiros; negociar com a Prefeitura de São Luís o uso compartilhado do VLT; negociar com  a Transnordestina o uso compartilhado da Via Permanente e elaborar o modelo negocial de exploração dos serviços, o que seria a concessão dos direitos econômicos da linha SLZ-CAREMA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *