Apenas duas câmaras estão regulares com transparência, diz TCE

Apenas duas câmaras estão regulares com transparência, diz TCE

relatorio-1024x279

Segundo relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), subiu de 33 para 89 o número de municípios maranhenses em situação regular em relação aos portais da transparência. A notícia foi comemorada por membros do tribunal, no entanto, a decepção ficou por conta das câmaras de vereadores do estado, já que apenas duas estão cumprindo a Lei da Transparência. Nem o legislativo municipal da capital cumpre a regra. Apenas as câmaras de Balsas e Pirapemas estão com o site em situação regular.

Tantos os executivos quanto os executivos são obrigados a cumprir a Lei Complementar 101/00 (LRF), incluído pela Lei Complementar 131/09 (Lei da Transparência). Segundo a auditora de controle externo Helvilane Araújo, gestora da Unidade Técnica de Controle Externo 2 do TCE, a nota negativa do levantamento ficou por conta das câmaras de vereadores, onde não houve nenhuma alteração em relação à avaliação anterior, ou seja, apenas duas câmaras municipais estão em dia com suas obrigações nesse quesito. “É preciso que as câmaras também se mobilizem, pois os relatórios continuarão sendo publicados e a população vai tomar conhecimento”, alerta

A Lei Complementar nº 131/09 estabelece obrigatoriedade a todos os entes federativos a divulgação, em tempo real, de informações sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público, determinando, ainda, a adoção de sistema integrado de administração financeira e controle. No Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, a fiscalização do Portal da Transparência tem sido realizada durante o acompanhamento da gestão fiscal e na análise das contas anuais de governo.

Municípios transparentes

Subiu de 33 para 89 o número de municípios maranhenses em situação regular em relação aos portais da transparência. O aumento de 170% em relação à avaliação de dezembro passado foi recebido com otimismo, considerando o tempo relativamente curto entre as duas avaliações. São quatro avaliações trimestrais ao ano.

Para o secretário de Controle Externo, Bruno Almeida, os números positivos são o resultado da atuação pedagógica do TCE, que tem orientado os prefeitos municipais sobre a implantação e alimentação correta dos portais e como isso é benéfico, inclusive, para uma boa avaliação da gestão pública por parte da população.

“Houve um aumento expressivo da procura por essas orientações, e os resultados demonstram que o controle externo está certo em apostar na dimensão pedagógica de sua atuação”, avalia. Segundo Bruno Almeida, a expectativa é de que os números positivos continuem crescendo nas próximas avaliações.

Veja a lista completa do TCE aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *