Mesmo impugnado, Chico Coelho tenta enganar eleitor de Balsas com sentença do Drap

Mesmo impugnado, Chico Coelho tenta enganar eleitor de Balsas com sentença do Drap

O ex-prefeito Francisco de Assis Milhomem Coelho, o Chico Coelho, deu de ombros para o Tribunal Regional Eleitoral e insiste com uma campanha impugnada na disputa pela Prefeitura de Balsas. Coelho teve o seu registro indeferido pela Justiça Eleitoral, por conta de uma série de irregularidades na escolha do Diretório Municipal do PSL, mas ele resolveu recorreu e entrou com processo judicial para que a convenção não fosse anulada.

Caravana de Chico Coelho organiza festa para desembarcar em Balsas com informação falsa para enganar eleitor
Caravana de Chico Coelho organiza festa para desembarcar em Balsas com informação falsa para enganar eleitor

Na sentença, o juiz relator Sebastião Bonfim – amigo de longas datas de Chico Coelho – diz que o caso em questão não aponta as diretrizes violadas pelo Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (Drap), porém, a decisão beneficia os candidatos vereadores do PP, PV, PMDB, DEM, PR, PMB e PRTB que não tinham nada a ver com o imbróglio. Os vereadores do  PSL ainda continuarão com um ‘pé dentro e outro fora’ e agora vão ficar aguardando recurso da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Sentença judicial mostra que Chico continua indeferido
Sentença judicial mostra que Chico continua indeferido

No caso de Chico Coelho, a situação continua a mesma, pois ele continua com candidatura inferida. A confusão ocorre porque Coelho juntou ao pedido de candidatura a sua ficha de filiação ao PP datada de 29 de março, espelho de consulta de registro de filiação no Filiaweb e certidão da Justiça Eleitoral dando conta de que era Presidente da Comissão Provisória do PP no Município de Balsas, com exercício de 29 de março a 29 de setembro deste ano.

Além desse documento, o candidato a prefeito juntou ainda o pedido de desistência do requerimento inicial e, em seguida, apresentou a certidão de filiação partidária, dando conta de sua filiação ao PSL desde 28/03/2016. O próprio Ministério Público Eleitoral questionou o fato do candidato ter alegado filiação regular ao PSL e ter apresentado antes ficha de filiação ao PP datada de 29/03/2016, um dia após sua filiação ao PSL, que ocorreu em 28/03/16.

Debochado, Coelho fez até vídeo para convidar o povo a lhe recepcionar para anunciar a falsa noticia.

Para enganar o eleitor, Chico Coelho tenta usar a sentença do Drap  concedida pelo relator Sebastião Bomfim para dizer na cidade que conseguiu reverter sua situação no TRE, em São Luís. A estratégia do candidato impugnando e indeferido é deixar o processo político eleitoral em Balsas confuso, pois são diversas ações eleitorais que buscam um só objetivo: deixar desinformado o eleitor. Embora tente espalhar na cidade uma falsa informação, Chico sabe que seu registro continua suspenso pela Justiça Eleitoral e vai para as urnas sem a certeza da sua confirmação, ou seja, tentando enganar seus eleitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *