TSE cassa tempo de propaganda na TV de partido de Rose Sales

TSE cassa tempo de propaganda na TV de partido de Rose Sales

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), cassou o tempo de TV do recém-criado PMB (Partido da Mulher Brasileira). Até então, o partido teria direito a 35 segundos do tempo da nova distribuição da propaganda eleitoral na rádio e na Tv. A decisão  deixa a pré-candidata à prefeitura de São Luís, Rose Sales em uma situação difícil.

Quando foi criado, o PMB atraiu cerca de 22 deputados, que entraram no cálculo do tempo de TV da sigla. Logo em seguida, com a “janela de infidelidade” aberta pela PEC 92, a maioria deixou o partido, que ficou com apenas um representante na Câmara.

Ainda assim, o PMB manteve o nono tempo de TV  entre as agremiações, de quase 3 minutos diários na campanha eleitoral deste ano — o que faz dele uma das siglas mais cobiçadas para alianças. Os três minutos levam em conta as inserções de 30 e 60 segundos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *