Suplente levanta suspeita sobre patrimônio do vereador Beto Castro

Suplente levanta suspeita sobre patrimônio do vereador Beto Castro

Carioca-perde-no-TRE-para-Beto-Castro

O suplente Paulo Roberto Pinto, o Carioca (PHS), fez ontem (23) em entrevista ao programa ‘Abrindo o Verbo’, da Rádio Mirante AM, graves acusações contra o vereador Beto Castro (PROS). Durante bate-papo com o jornalista Geraldo Castro, Carioca divulgou um áudio que, segundo ele, seria de Beto Castro lhe ameaçando de morte.

Além de revelar a ameaça, o suplente que havia assumido a vaga do titular no último dia 8 de junho, por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), levantou suspeita sobre a origem do patrimônio do parlamentar que deve retornar ao cargo na próxima semana.

— Esse é o vereador que representa a população de São Luís (…) Eu só quero que a Polícia Federal, o Ministério Público e a Polícia Civil investiguem (…) Procura a declaração do imposto de renda do Beto para descobrir como foi que ele fez para ter um patrimônio desse?— questiona o suplente em trecho da entrevista.

A batalha judicial envolvendo Carioca e Beto Castro já se arrasta por 3 anos e seis meses. A confusão começou logo após as eleições de 2012, quando o primeiro denunciou o segundo por suspeita de falsificar documentos para poder concorrer no pleito daquele ano, onde se elegeu vereador. Desde 2013, os dois travavam guerra na justiça.

Em setembro de 2013, a Justiça maranhense determinou a cassação do mandato de Beto Castro, mas a defesa conseguiu mantê-lo na Câmara. Carioca recorreu a instâncias maiores para conseguir afastar Beto do parlamento municipal.

DANÇA DAS CADEIRAS
No último dia 8 de junho, o suplente conseguiu tomar posse no parlamento municipal, mas ficou apenas dezessete dias no cargo. Isso porque o titular da vaga conseguiu uma liminar que lhe garante o retorno à Câmara. Com isso, Carioca volta à condição de suplente transformando essa batalha numa verdadeira dança das cadeiras.

com informações blog Antônio Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *