11 bons motivos para Sarney querer tomar o Porto do Maranhão

11 bons motivos para Sarney querer tomar o Porto do Maranhão

sarneyporto

Clodoaldo Correa– A lucratividade do Porto do Itaqui faz com o Clã Sarney tenha milhões de motivos para querer federalizar o Porto e controlá-lo via governo Michel Temer.

Mas apenas para exemplificar para que servia a Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) sob o controle do Clã, temos 11 bons motivos.

Pessoas muito próximas ao Clã recebiam ótimos salários da EMAP e foram demitidas na administração Flavio Dino. O Porto servia como excelente cabide de emprego aos Sarneys e seus próximos.

Veja alguns demitidos:

Diogo Adriano Costa – Analista de responsabilidade Social – sobrinho de José Sarney

Luiz Carlos Kuzolitz – Assessor da Diretoria – marido da sobrinha de José Sarney

Luiz Carlos Fossatti – ex-presidente – amigo pessoal de Jorge Murad

Evandro Sarney da Costa (falecido este ano) – assessor especial – Irmão de José Sarney

Astrogildo Fraguglia Quental – diretor de Engenharia e Manutenção – amigo de Fernando Sarney

Jaqueline Lobão – diretora administrativa e de Finanças – sobrinha de Edison Lobão

Alexandre Rizzotto Falcão – Engenheiro Civil – amigo pessoal de Jorge Murad

Davi Brito Freire Araújo – assessor Administrativo IV – filho de Dulce Brito 

Anna Cristina Ammirati – coordenadora de terminais externos – ex-esposa de Manoel Ribeiro

Carlos Roberto Souza Lima Filho – gerente de segurança portuária – filho do Coronel Betão

Renata Itapary – ex-nora de Joaquim Itapary, aliado da família Sarney

Ainda tem a ex-nora de João Castelo, Vanessa Vieira da Silva. Mas não vou contá-la na cota do Clã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *