Prefeito de Barreirinhas têm bens bloqueados por fraude na merenda escolar

Prefeito de Barreirinhas têm bens bloqueados por fraude na merenda escolar

O Ministério Público pediu a prisão do  prefeito de Barreirinhas, Léo Costa (PDT) por irregularidades constatadas na merenda escolar, e agora  teve seus bens bloqueados. O caso de fraude ganhou notoriedade nacional depois de ser exibido, no programa Profissão Repórter da TV Globo.

Ontem, o juiz da Comarca de Barreirinhas decretou o bloqueio dos bens do prefeito Léo Costa, do secretário municipal de Educação, Manoel Santos Costa Júnior, além de outros cinco requeridos.

O Ministério Público investiga desde julho de 2015 porque os alimentos não chegam até os povoados. Nos contratos que a prefeitura fechou com os fornecedores de merenda, o valor dos produtos foi superfaturado e muitos alimentos que estavam no contrato não foram entregues.

As decisões atendem ao pedido formulado pelo Ministério Público. Entretanto, o juiz não determinou o afastamento imediato de Léo Costa da função de prefeito, mas deixou claro que não descartou a prisão dos envolvidos, caso as determinações judiciais não sejam cumpridas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *