A influência do governo Michel Temer nas eleições de São Luís

A influência do governo Michel Temer nas eleições de São Luís

Do Marco D’Eça

Michel já recebeu Fábio Câmara em Brasília

O governo Michel Temer (PMDB) pode ter pouca influência prática no cotidiano da gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), mas os efeitos políticos podem ser fortemente capitalizados por pelo menos um dos seus adversários diretos.

Presidente municipal do mesmo partido do novo presidente da República, com uma aliada com canal aberto na nova conjuntura do poder na capital federal, como a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), Câmara pode somar dividendos eleitorais importantes neste momento.

Até por que, audacioso, ele próprio sabe capitalizar as situações a seu favor.

Michel Temer assume em um momento de esperança da população – e essa expectativa se espalha por todo o país, incluindo São Luís.

Neste aspecto, uma simples declaração política do novo presidente pode reverberar com imensurável potência no eleitorado da capital maranhense.

Roseana é uma das aliadas do vereador para contatos no novo governo

Nenhum dos outros pré-candidatos em São Luís tem tanto acesso quanto Fábio Câmara ao novo presidente.

Ousado, audacioso e furão, o vereador tem condições de chegar ao gabinete principal de Brasília, com o auxílio de aliados como os senadores João Alberto (PMDB) e Lobão Filho (PMDB), que deve assumir já na próxima semana.

Eliziane Gama (PPS), votou pelo impeachment, mas não tem qualquer relação com Michel Temer e o PMDB de Brasília.

A situação do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) é ainda pior, por pertencer a um partido que se posicionou contra o futuro governo.

A mudança de poder em Brasília é, portanto, o momento de Fábio Câmara nas eleições de São Luís.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *