Vereador de São Luís denuncia caso de racismo vivido pelo filho: “É, eu nunca vi preto assumir que faz alguma coisa”

Vereador de São Luís denuncia caso de racismo vivido pelo filho: “É, eu nunca vi preto assumir que faz alguma coisa”

BO..ESTEVÃO ARAGÃO

O vereador Estevão Aragão (PSB), fez uma grave denúncia em sua página pessoal do Facebook contra a escola Reino Infantil, em São Luís. De acordo com o pai, um professor de inglês, identificado por  Gilvan,  chamou o seu filho de preto e disparou: “É, EU NUNCA VI PRETO ASSUMIR QUE FAZ ALGUMA COISA!”. A situação teria ocorrido após uma chamada de atenção do docente ao estudante.

denunciaestevao-e1461697928463

O vereador Estevão Aragão disse que a escola se recusou a apurar o caso e agora ele está tomando as devidas providências.

Um boletim de ocorrência já foi registrado na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Confira a publicação:

INDIGNAÇÃO

No dia 23.03.16, meu filho foi vítima de um ato desumano ocorrido num lugar inimaginável e cometido por alguém mais inimaginável ainda: ocorreu em plena sala de aula, no Reino Infantil, na frente de todos os coleguinhas e praticado por ninguém menos que seu professor de inglês, cujo nome é Gilvan!

Ao ser chamado atenção em sala, meu filho respondeu a esse indivíduo alegando que não estava fazendo nada! O professor disse em alto e bom som, para todos ouvirem em sala: “É, EU NUNCA VI PRETO ASSUMIR QUE FAZ ALGUMA COISA!”

Procurei a escola, falei com a coordenadora que mandou falar a proprietária da escola, Sra. Socorro, que, para minha maior indignação e surpresa, tratou a questão com o maior descaso, disse que não me daria um retorno porque não tinha tempo pra ligar pra pai de aluno, e que se eu quisesse, poderia colocar nas redes sociais e procurasse meus direitos!

Bem, é exatamente isto que estou fazendo! Já registrei um BO na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, e vou dar encaminhamento aos processos judicias cabíveis!

Espero que compartilhem para que outros pais fiquem atentos e saibam que nem na escola os nossos filhos estão 100% protegidos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *