Aula da sacanagem: Escola “fantasma” de Paço do Lumiar vira motel

Aula da sacanagem: Escola “fantasma” de Paço do Lumiar vira motel

escola motel

Uma escola “fantasma” localizada na comunidade Cotovelo, Zona Rural do município de Paço do Lumiar, apesar de ter sido reformada há poucos anos e de estranhamente se encontrar inativa, dificultando o acesso a educação crianças e adolescentes, tem protagonizado verdadeiras aulas de sexo, conforme relatos de moradores da comunidade. A informação é do blog do jornalista Udes Filho.

De acordo com mães e pais de alunos que são obrigados a caminhar por mais de uma hora até chegar à escola ativa mais próxima [no Porto de Mocajituba] e depois o mesmo tempo de caminhada para retornar às suas residências, o prédio da Escola Tatiana Alves da Silva, localizado dentro da comunidade, não funciona para atender a necessidade de acesso a educação de crianças e adolescentes, mas, por outro lado, tem sido muito bem usado como motel público e esconderijo de marginais.

Na semana passada, a comunidade já havia procurado o editor deste blog para denunciar irregularidades no transporte escolar fornecido pela Prefeitura de Paço do Lumiar. Veja: Vídeo: Crianças caminham por uma hora e meia para chegar até escola em Paço do Lumiar.

Para mães e pais de alunos da comunidade Cotovelo, tudo isso é apenas um reflexo dos descaso com o qual os gestores do município sempre trataram a região que é limítrofe com o município de Raposa.

—  O Cotovelo fica muito distante da sede de Paço e mais próximo do município de Raposa, por este motivo os prefeitos e secretários sempre nos discriminaram […] Enquanto precisamos de uma escola dentro da comunidade, para não andarmos quilomentos com nossos filhos até Pedrinhas, o prédio da a Escola Tatiana Alves da Silva serve como motel, esconderijo de marginais e usuários de drogas — disse Regina Santos da Silva.

O QUE DIZ A PREFEITURA DE PAÇO DO LUMIAR

Em nota encaminhada ao Blog do Udes Filho, através de sua assessoria de imprensa, a Prefeitura de Paço do Lumiar afirmou que o prédio escolar existente na comunidade do Cotovelo foi reformado e desativado em gestões anteriores, porém, em avaliação da situação estrutural e do estado em que se encontra o local, foi constatado pela administração que não oferecia condições de uso. Ainda de acordo com a nota, a Prefeitura afirma que está realizando nova análise para emissão de laudo técnico, a fim de que se proceda com as intervenções necessárias de recuperação da escola.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *